Bat Fino

batfino-logoTítulo Original: Batfink (1967 / EUA / Cor)
Criação: Hal Seeger
Estúdio: Hal Seeger Studios e Bill Ackerman Productions
Distribuição: Screen Gems (syndicated)
Formato: 100 episódios de 4’30″
Exibição de Estreia: setembro a outubro de 1967
Exibição no Brasil: TV Record (set e out/1979;  set e out/1980; mar e abr/1981), (TV Bandeirantes (junho/1978)
Dublagem: AIC/SP (1ª versão) – com Carlos Alberto Vaccari (Batfino), José Soares (Karatê), Miguel Rosenberg (Chefe de Polícia), Flávio Galvão (Hugo- A-Go-Go) e Wilson Ribeiro (narrador); SC Produções Artísticas/SP (2ª versão)

A Série Animada

Batfino e Karatê formam uma dupla especialista no combate ao crime na cidade onde vivem. Batfino é um morcego e Karatê um forte japonês carateca. Os dois personagens são uma paródia de outros dois famosos personagens de seriados dos anos 1960. Batfino parodia Batman (Adam West) e Karatê faz lembrar Kato, o auxiliar do Besouro Verde no seriado homônimo, interpretado pelo artista Bruce Lee.

batfino-materia1Baffino era um bebê-morcego como qualquer outro. Mas, vivia com sua mãe em uma caverna de plutônio abandonada. A exposição à radiação ia lhe garantindo a potencialização do sonar característico dos morcegos. Certo dia, dois fugitivos procuraram abrigo na caverna e acabaram colocando um explosivo para que a mamãe-morcego fosse eliminada. Com a explosão, ela foi lançada das alturas e Batfino, que brincava do lado de fora, a salvou em seus braços.  Mas, o pequeno morcego machucou suas asas e foi levado a um ferreiro — pai do forte garoto japonês Karatê, que estava por perto cortando lenha.

O ferreiro trabalhou por semanas, a fim de produzir um novo par de asas para Batfino. Porém, o jovem morcego não ganharia qualquer par de asas e, sim, asas de aço, que juntas ao seu supersônico-sonar-radar, fez nascer um novo super-herói, o Batfino. A partir disso, a mãe de Batfino fez o garoto jurar que dedicaria sua vida para prender vilões. E o grande Karatê estaria sempre ao seu lado para auxiliá-lo.

Karatê às vezes é atrapalhado, inocente, mas faz um bom trabalho como assistente de Batfino. Forte e sempre vestido com um quimono, ele tem golpes certeiros de karatê e pilota o Batillac, um super-veloz Volkswagen Fusca, cor-de-rosa, com proteções especiais e incrementado com asas. A Karatê, também compete ser a peça cômica da série.

personagens

Por meio de seu supersônico-sonar-radar, Batfino emite seu famoso “Beep”, ou seja, as letras “B-E-E-P” ganham vida e vão até locais onde Batfino ordena, geralmente para encontrar pessoas. Junto ao “beep”, é emitido um som supersônico característico.

As asas de aço de Batfino podem proteger seu corpo. O herói se envolve entre elas para proteger-se de tiros, flechas, dardos etc. Sempre que é atacado, o herói usa um bordão: “Suas balas não podem me atingir. Minhas asas são como uma couraça de aço!”. Dependendo do tipo de ataque, o bordão é adaptado. As asas poderosas também ajudam Batfino a, obviamente, voar, atingir altas velocidades ou boiar.

A dupla entra em ação toda vez que é chamada pelo chefe de polícia da cidade, visto que a polícia não consegue “se virar” sozinha. O Chefe é uma paródia ao Chefe O’Hara da série Batman.

batfino-materia2Ele informa sobre um crime através da Linha Brava, que é uma chamada de vídeo direta para a caverna subterrânea onde vivem Batfino e Karatê, tal qual Batman e Robin. O chefe de polícia aparece em uma tela e interage com a dupla. Todas as vezes em que Batfino é solicitado, é mostrada a porta secreta da caverna se abrindo para dar passagem ao veloz Batillac, também igual a saída da Bat-Caverna.

Um recurso muito utilizado nos episódios de Batfino é o “cliffhanger”, ou “à beira do precipício” na tradução literal. Trata-se de uma pausa na cena onde um personagem vivencia situação de extremo perigo para fazer com que os espectadores aguardem o próximo episódio. Então, a cena continua com o herói escapando da morte, por meio de seus superpoderes. A própria série Batman utilizou bastante deste recurso.

No caso de Batfino, o desfecho acontece já no momento seguinte à pausa, logo após o narrador, ironicamente, perguntar ao público se Batfino irá sobreviver.

Vilões

batfino-materia3

O vilão Hugo A-Go-Go

O maior inimigo de Batfino e Karatê é o cientista louco Hugo A-Go-Go, que está sempre em seu laboratório bolando algo para derrotar o herói e, assim, dominar o mundo. Por várias vezes, Batfino consegue prender Hugo A-Go-Go, mas, como a série não tem continuidade, Hugo aparece livre  em outros episódios. Uma característica interessante de Hugo é que ele costuma dialogar com o próprio narrador da série animada.

Destaque também para os vilões Queenie Bee (com seu exército de abelhas), Ernesto Orelhudo, Gipsy James (um ladrão que se disfarça de cigano), Judy Jitsu (um mestre marcial) e Goldyunlocks,  que tem como obsessão destrancar toda fechadura que encontra.

Curiosidades

  • Para evitar um possível processo de plágio, os produtores de Batfino resolveram criar um morcego como protagonista, ao invés de utilizar uma pessoa vestida de morcego, como em Batman.
  • A voz original do personagem Karatê foi inspirada em Maxwell Smart, vivido por Don Adams na série Agente 86, que fazia muito sucesso na época da produção de Batfino (1967). Até um dos bordões de Smart foi parodiado em Batfino, pelo personagem Karatê: “Sinto muito por isso, Batfino” (“Sinto muito por isso, Chefe”). Já no Brasil, a característica da voz de Karatê foi mudada, mas também foi marcante. Ela foi feita por José Soares, que também havia dublado Peter Potamus da Hanna-Barbera, Mr. Magoo, Oliver Hard (O Gordo e o Magro), entre outros. A voz foi feita com um forte sotaque de japonês que fala português. Ficou cômica.
  • Batfino foi produzido de maneira econômica, reutilizando várias cenas nos seus 100 episódios. Para a época, a reutilização era um procedimento bastante usado, mas em Batfino, a repetição foi acima da média. 
  • Hal Seeger também foi o criador da série animada Milton, o Monstro (Milton, the Monster), que também traz outros desenhos, como O Mosco Heróico (Fearless Fly) e Muggy Doo.
  • Hal Seeger morreu em 2005, aos 87 anos de idade.
  • Em 1988, a Poderosa Filmes lançou uma fita VHS no Brasil com episódios de Batfino. Os episódios foram redublados pela SC Produções Artísticas/SP.

batfino-dvd

TV e DVD

A distribuidora brasileira e independente Vídeo Brinquedo lançou em maio/2008 um box com três DVDs de Batfino. Ao todo, foram disponibilizados 40 episódios, todos com áudio original em inglês e com a raríssima dublagem original brasileira, feita pelo estúdio AIC.

Por outro lado, desde os anos 1980 que Batfino não é exibido na televisão brasileira.

 

 

O autor desta matéria é Maurício Viel. Escreva para nós e faça seus comentários. Agradecimentos a Marco Antônio dos Santos.

» Clique aqui e veja a Lista de Episódios produzidos de Batfino.

Multimídia

Clique e assista à íntegra de um episódio de Batfino, intitulado “Goo-Goo A-Go-Go”, que conta com a dublagem original brasileira da AIC.

Galeria

Clique nas imagens para ampliá-las.