Super Robin Hood

Ficha-Técnica

Título: Rocket Robin Hood (1966-69 – Canadá-EUA/Cor)

Gênero: Desenho/Aventura

Produtora: Trillium Production, Grantray-Lawrence Animation

Distribuidora: Krantz Films

Formato: 52 episódios de 22 minutos em 3 temporadas

Dublagem:

1ª Versão – Rio Som (RJ): Paulo Gonçalves [Super Robin Hood - 1ª voz], Allan Lima [Super Robin Hood - 2ª voz], Luiz Motta [Joãozinho], Magalhães Graça [Frei Tuck], Alfredo Martins [Ruivo], Cleonir dos Santos [Alan], Orlando Drummond [Giles], Mário Monjardim [Príncipe João], Lauro Fabiano [Sinistro de Nott], Léo Batista [narrador]

2ª Versão – Herbert Richers (RJ): Júlio Chaves [Robin Hood], Orlando Drummond [Frei Tuck], Júlio César [Pequeno John], Francisco José [Will Scarlet]

Exibição no Brasil: TV Bandeirantes (São Paulo), TV Tupi (Rio de Janeiro), TVS (Rio de Janeiro), TV Record (São Paulo), TV Globo (Rio de Janeiro), TV Gazeta (São Paulo)

A Lenda

Robin Hood é um herói mítico inglês, um fora-da-lei que roubava dos ricos para dar aos pobres, aos tempos do Rei Ricardo Coração de Leão. Hábil no arco e flecha, vivia na floresta de Sherwood, sendo ajudado pelos amigos Pequeno John, Frei Tuck, entre outros moradores de Sherwood. Robin teria vivido no século XIII e gostava de vaguear pela floresta e lutar pela liberdade. Ficou imortalizado como o Príncipe dos Ladrões.

A Versão Animada Espacial

Super Robin Hood – ou Robin Hood do Espaço – é uma série animada produzida em Toronto (Canadá) pela Trillium Productions. Foi exibida originalmente em um canal de televisão daquele país entre outubro de 1966 e janeiro de 1969. Os personagens e os conflitos da clássica lenda de Robin Hood foram transportados para um cenário futurista e espacial, no ano 3000, sendo que o lendário Robin Hood é dado como ancestral de Super Robin Hood.O herói espacial conta com um grupo de amigos fanfarrões na cruzada contra a taxação pesada, o despotismo e as forças do mal em geral. Ao seu lado, o forte e adorável Joãozinho (Pequeno John), o guloso Frei Tuck (projetista das armas do grupo), Ruivo (Will Scarlet), o cozinheiro e mal-humorado Giles e a bela Lady Marian (namorada de Robin).

Os principais inimigos do grupo (e dos pobres) são o tirânico Príncipe João (Príncipe John) e seu assistente Sinistro de N.O.T.T. (Novos Territórios Trans-Espaciais, de acordo com a 1ª dublagem brasileira).

Muitos destes nomes são os mesmos usados no conto original de Robin Hood, mas nunca se soube o motivo de haver dois personagens na lenda chamados “John”. “N.O.T.T.” é uma referência a cidade inglesa Nottinghan, que é onde fica a floresta de Sherwood, da lenda original de Robin Hood.Com tecnologia mais avançada, nesta versão animada, o bando de Robin voa em naves espaciais e possui armamentos modernos, como foguetes, armas laser, arcos com flechas eletrônicas, entre outros. Apesar disso, é possível ver que a moradia do Príncipe João é em um castelo medieval. Por falar em moradia, Robin e seu grupo vivem no bosque do asteróide de Sherwood, que se move aleatóriamente no espaço e, por isso, nunca foi encontrado pelo Príncipe João e o Sinistro de NOTT.

Robin Hood, Joãozinho, Frei Tuck e Giles

As aventuras misturam alegria e suspense. O humor pode ser visto na maioria dos episódios da 1ª Temporada e início da 2ª, já que houveram mudanças na equipe de produção. O designer Richard H. Thomas havia se juntado ao grupo de produtores e deu um estilo mais obscuro, quase psicodélico, ao desenho. A direção passou a ser de Ralph Bakshi, que posteriormente se tornaria um conhecido produtor de animação. A última temporada da série foi produzida no estúdio de Baksi em Nova York (EUA).

Ruivo, Lady Marian, Príncipe João e Sinistro de N.O.T.T.

As histórias tem duração de 22 minutos, divididas em três partes, ao estilo dos antigos seriados de cinema. “Conseguirá nosso herói escapar…”. Cada um desses segmentos recebe um título diferente. Curiosidades

- Em 1966, além de Super Robin Hood, os produtores Steve Krantz e Bob Lawrence, da Krantz Films e Grantray-Lawrence Animation, também produziram os primeiros desenhos animados do Universo Marvel: O Incrível Hulk, Namor – o Príncipe Submarino, O Poderoso Thor, Homem de Ferro e Capitão América. No ano seguinte, em 1967, era a vez do estúdio produzir ainda a primeira versão animada de O Homem-Aranha.- Uma produção animada canadense, dos estúdios Rainbow Animation, reutilizou os cenários e a nave de Super Robin Hood. Ele se chama As Aventuras Submarinas do Capitão Nemo (The Undersea Adventures of Captain Nemo, 1975) e foi exibida no Brasil pela TV Bandeirantes entre 1978/80.

- Em 2004, o canal de TV paga Teletoon adquiriu os direitos de exibição de Super Robin Hood e o exibiu por muitos anos.

- Super Robin Hood foi lançado em DVD na Região 1 (EUA/Canadá) com linguagens em inglês e francês e pode ser adquirido pelo site www.amazon.com.

No Brasil

Em nosso país, Super Robin Hood teve duas dublagens diferentes. A primeira foi gravada no final dos anos 1960 pelo estúdio Rio Som e contou com a narração de Léo Batista, que se tornaria, mais tarde, locutor e apresentador esportivo da Rede Globo. A voz do protagonista da série foi feita pelo dublador Paulo Gonçalves, que também dublou o personagem McGarret na série Hawai 5-0 (1968-80). Para esta primeira dublagem de Super Robin Hood, a Rio Som, tal qual fez para os Super-Heróis Marvel, produziu uma versão em português para o tema de abertura.

Super Robin Hood
Todo espaço está ao seu alcance,
Nada impede que seu jato avance.
O grande Robin ele é independente
Muito Legal, muito pra frente.
Tem um bando alegre e lutador
De leais amigos de valor.
Do espaço assalta esse canal
O Super Robin Hood.
Do infinito está sempre atento
Aos tiranos nunca dá alento.
Super-herói é Super Robin Hood
Lá da Floresta de Sherwood.
Vigia as rotas siderais
Dos territórios trans-espaciais
Do espaço assalta esse canal
O Super Robin Hood.

A emissora responsável pelo lançamento de Super Robin Hood no Brasil foi a TV Bandeirantes de São Paulo, em 1969, que o exibiu até 1973. No Rio de Janeiro, o desenho pôde ser visto pela TV Tupi ainda nos anos 1960, no Clube do Capitão Aza. A TVS – canal 11 do Rio – também chegou a exibir Super Robin Hood, ainda com a dublagem original. Em agosto de 1972, o desenho era visto pela TV Globo do Rio de Janeiro, às 12h, e em maio de 1979, às 16h, pela TV Record.

A segunda dublagem da série foi produzida em meados dos anos 1980 pelos estúdios Herbert Richers (RJ). O trabalho acabou sendo refeito para ser inserido em novas cópias que estavam sendo distribuídas, ou seja, com imagens mais bem definidas. Naquela década, Super Robin Hood foi exibido pela TV Record (diariamente, 16h) e pela TV Gazeta de São Paulo. Após isso, nunca mais foi visto na tevê brasileira.

A série Super-Heróis Marvel, como já dito anteriormente, também foi distribuída pela Krantz Films, dublada pela Rio Som e narrada por Léo Batista. As semelhanças fizeram com que muitos fãs achassem que Super Robin Hood era da Marvel Comics.

O autor desta matéria é Maurício Viel. Escreva para ele e faça seus comentários. Agradecimentos a Roberto Sesóstris.

Multimídia

Clique e assista a abertura original de Super Robin Hood, nunca exibida no Brasil na íntegra.

Agora, veja um trecho de Super Robin Hood com a primeira dublagem brasileira.

Mais um trecho de episódio com a dublagem original brasileira.

Imagens

Clique nas imagens para ampliá-las.

Comentários

  1. Antonio Jorge disse:

    Extraordinário post sobre este que é um dos desenhos mais cult dentre os clássicos antigos. Lamento apenas que não tenha sido disponibilizado uma maneira de podermos ter acesso à versão em português com a insuperável dublagem antiga, que é simplesmente lendária. Há muitos anos que infelizmente não tenho o prazer de assistir este desenho, mas sempre – sempre – me recordo do mesmo. Portanto, parabéns pelo post. Assim que eu tiver um e-mail novamente (este que registrei expirou) voltarei a entrar em contato efetivamente porque este desenho é como um tesouro que nenhum outro desenho moderno consegue superar.