Especial Chapéu e Gravata Hanna-Barbera – Parte 5: Zé Colmeia

Neste capítulo do Especial Chapéu e Gravata Hanna-Barbera, vamos falar sobre o urso mais esperto que a maioria dos ursos (ou mais esperto que um urso comum, dependendo da tradução), Zé Colmeia, a quarta série animada produzida por Hanna-Barbera para a televisão, exibida originalmente dentro do Show do Dom Pixote.

ze-colmeia-logo1ª Série
Título:
 Yogi Bear / 1958-60 / EUA / Cor
Formato: 22 episódios de 6 minutos exibidos no Show do Dom Pixote
Estreia no Brasil: Rede Tupi (Natal de 1962)

2ª Série
Título:
 Yogi Bear / 1961-62 / EUA / Cor
Formato: 33 episódios de 6 minutos exibidos no Show do Zé Colmeia

Exibição no Brasil (2 séries): Rede Tupi (a partir de 1962), TV Bandeirantes e TV Record (décadas de 1970 e 1980); Cartoon Network (anos 1990), Boomerang (anos 2000), Tooncast (atualmente)

Dublagem: AIC (São Paulo): Zé Colmeia: Older Cazarré; Catatau: Magno Marino (1ª voz), Roberto Barreiros (2ª voz); Guarda Chico / Guarda Smith: Raimundo Duprat (mais frequente), Gastão Renné (em dois episódios), Rogério Márcico (em dois episódios), Marco Ribeiro (em dois episódios), Osimiro Campos (em um episódio) e Luis Orione (em um episódio).  Sincrovídeo (redublagem de alguns episódios noas anos 1990)

O Personagem e a Série Animada

Zé Colmeia (Yogi Bear) é um urso antropomórfico (animal com características humanas), que estrelou várias séries animadas criadas por William Hanna e Joseph Barbera. Foi criado em 1958 como um personagem secundário, num dos segmentos do programa de desenho animado O Show de Dom Pixote (The Huckleberry Hound Show). O programa teve duração de 30 minutos e trouxe três desenhos animados: Dom Pixote, Plic e Ploc e Zé Colmeia, cada um deles com seis minutos e meio. Devido ao grande sucesso, Zé Colmeia teve sua própria série entre 1961/62 — O Show do Zé Colmeia –, acompanhado de mais dois desenhos – Leão da Montanha (Snagglepuss) e Patinho Duque (Yakky Doodle).

Em 1964, o famoso urso ganhou uma animação musical de longa-metragem para o cinema, chamada “Oi Galera, Sou o Zé Colmeia!” (Hi There, It’s Yogi Bear!), distribuída pela Columbia Pictures.

A produção das aventuras de Zé Colmeia e seu fiel amigo Catatau continuaria ainda até meados de 1990 (veja abaixo).

Como a maioria dos personagens criados por Hanna-Barbera, a peculiaridade e personalidade de Zé Colmeia foi baseada em uma celebridade popular daquela época. Muitos autores apontam Ed Norton (Art Carney) como fonte inspiradora de Zé Colmeia, ele que foi personagem da série de televisão The Honeymooners. Seu nome Yogi (nome original de Zé Colmeia) foi baseado no astro famoso do beisebol Yogi Berra. Outros autores no entanto, afirmam que Hanna e Barbera se inspiraram em um urso tranquilo que existia no parque Yellowstone e que adorava fazer visitas furtivas nas cestas dos turistas.

Na maioria dos episódios de Zé Colmeia, o astro aparece no Parque Jellystone, que é uma imitação caricaturizada do famoso Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. Zé é sempre acompanhado do seu melhor amigo Catatau (Boo-Boo), tentando ou arquitetando uma forma de roubar as cestas de piquenique dos visitantes distraídos do parque. Geralmente, Zé Colmeia também se define como “mais esperto do que a maioria dos ursos”. Ele é bastante alegre, usa um chapéu e não pensa em outra coisa que não seja transgredir as severas regras do parque. Em alguma ocasiões, a noiva de Zé Colmeia, chamada Cindy, aparece desaprovando essas práticas normalmente cometidas pelos dois ursos.

Há também outro importante personagem da série, o guarda florestal chamado Guarda Smith (ou Guarda Chico), que conhece bem as artimanhas de Zé Colmeia e Catatau, tentado impedir a todo custo (muitas vezes, sem sucesso) as espertezas dos dois espertos ursos.

Em meios a essas desventuras, Zé Colmeia interage algumas vezes com arquétipos da literatura infanto-juvenil (Branca de Neve e Os Sete Anões, o Gênio da Lâmpada, Os Três Porquinhos, a Bruxa Malvada). Outras vezes se disfarça de chefe dos escoteiros, urso-morcego, soldado do exército, além de se infiltrar em trens de brinquedo, acampamento de pais e filhos, etc… tudo isso para surrupiar alguma cesta de piquenique ou simplesmente sobrepujar o Guarda Smith em suas intervenções.

A relação de Zé Colmeia com Catatau ultrapassa fronteiras e pode ser comparada com a relação de Dom Quixote e Sancho Pança. Eles são bons amigos, aventureiros e curiosos. Além disso, compartilham a característica de líder e seguidor. Catatau também é um urso, só que bem menor e de raciocínio bem mais lento. Ao contrário de Zé Colmeia, Catatau não gosta de transgredir as regras do parque, mas devido a sua ingenuidade acaba sempre caindo na conversa do Zé Colmeia.

Zé Colmeia é um dos vários personagens de Hanna-Barbera a usar um colarinho (neste caso, com uma gravata). Isto permitiu aos animadores a manter o corpo do personagem estático, redesenhando — quadro a quadro — somente a cabeça e o movimento dos olhos quando ele fala. Isto reduziu o número necessário de desenhos para um episódio de seis minutos, de 14 mil para cerca de 2 mil.

Spin-Offs

A popularidade de Zé Colmeia e sua série animada teve tanta repercussão que, após isso, foram produzidos vários spin-offs (séries derivadas), tendo o querido urso como protagonista.

A Turma do Zé Colmeia (Yogi’s Gang, 1973) é uma série produzida com o intuito de reunir os grandes personagens dos estúdios Hanna-Barbera que haviam alcançado sucesso onde, liderados por Zé Colmeia, embarcam numa arca voadora. Quando o parque Jellystone é ameaçado pelo aumento descontrolado e irresponsável da civilização e da poluição ambiental, Zé Colmeia e Catatau saem das florestas e junto com outros personagens (Dom Pixote, Pepe Legal, Plic e Ploc, Peter Potamus, Wally Gator e outros). Eles constroem uma arca voadora, que é erguida no ar por um balão e movida por um poderoso e cômico motor Maguila, o Gorila — que corre sobre uma esteira atrás de bananas — e vão em busca do mundo perfeito, um paraíso onde eles possam chamar de lar, longe da poluição e da violência. Durante a viagem eles encontram e enfrentam vilões que personificam alguns dos defeitos e vícios humanos mais comuns. É assim que surgem personagens como a Iara-Faz-Sujeira, Gênio Insaciável, ou o Sr. Sujo (Mr. Sloppy) que age fantasiado de Sr. Limpo. A Turma do Zé Colmeia foi apresentada originalmente pela rede ABC americana, estreando em 8 de setembro de 1973, e tendo sua última transmissão em 29 de dezembro de 1973, com um total de 15 episódios de 23 minutos cada. A série teve inicio com um telefilme especial intitulado “A Arca do Zé Colmeia”, lançado em 16 de setembro de 1972 como parte do programa “The ABC Saturday Superstar Movie”, servindo de episódio piloto.

Após o seu cancelamento, A Turma do Zé Colmeia retornou à televisão em 1977 como segmento da série Fred Flintstone and Friends, onde permaneceu até meados da década de 1980. No Brasil, o desenho estreou pela Rede Globo em meados da década de 1970 e foi reprisado na década de 1980 na Rede Manchete e na Rede Bandeirantes. Em A Turma do Zé Colmeia, os personagens já foram dublados por vozes diferentes das originais usadas em seus desenhos solos, pois o trabalho de dublagem foi realizado no Rio de Janeiro pela já extinta Herbert Richers e na primeira série em São Paulo, na AIC.

Ho-Ho-Límpicos

Ho-Ho-Límpicos (Laff-A-Lympics, 1977-79, 24 episódios) é outro programa onde aparece o simpático urso, produzido pela Hanna-Barbera (embora seja um spin-off de Scooby-Doo) com o intuito de mostrar a história de vários personagens de seu universo, divididos em três times, que competiam em vários esportes, ao redor do mundo. E todo episódio sai uma medalha de ouro, uma de prata e uma de bronze. Foi criado seguindo os parâmetros dos Jogos Olímpicos, cujas competições são sempre cômicas e variantes destes jogos. Cada episódio se passa em uma cidade diferente, até mesmo no Polo Norte e na Lua. Todo episódio também é apresentado por um narrador e comentado por repórteres (Leão da Montanha e Lobo Bobo). Alguns personagens famosos que não competiam também fazem parte de alguns episódios como convidados especiais.

Dois times são formados por personagens “do bem”: Os Assombrados (“The Scooby Doobies”) e Os Abelhudos (“The Yogi Yahooeys”), liderados por Zé Colmeia e sua trupe, que acabam se ajudando, muitas vezes. Além destes, existe o time “do mal”, chamado Os Rabugentos (“The Really Rottens”), que sempre tentam burlar alguma regra.

A Corrida Espacial do Zé Colmeia (Yogi’s Space Race, 1978, 13 episódios), exibidos entre 09 de setembro e 02 de dezembro de 1978, nasceu após o estrondoso sucesso do filme “Guerra nas Estrelas”, de George Lucas (1977). A Hanna-Barbera produziu um desenho que exploraa o sucesso do momento, assim, usando elementos que fizeram sucesso na obra de George Lucas, adicionados à ideia de outro grande sucesso do estúdio, Corrida Maluca.

A série mistura alguns personagens clássicos da Hanna-Barbera como Zé Colmeia, Tutubarão, Dom Pixote e Fantasmino com novos nomes, como Capitão Guapo, Pato Quack e o famigerado Falsão, competindo em uma espécie de enduro “duríssimo” espacial, cujos prêmios são aparentemente fantásticos, mas sempre se revelavam uma “grande furada” no final. Na abertura típica de cada episódio háa uma locução de um narrador em grande estilo, mostrando o trajeto e os perigos que os competidores enfrentariam.

Zé Colmeia corre ao lado de seu parceiro Arrepio, substituto de Catatau neste desenho; Dom Pixote fica junto com o Pato Quack; a nave Garimpo é comandada pelo caipira Fantasmino e suas assessoras Rita e Suzana; o astro Tutubarão colabora com Kojeka; e o vilão Poderoso Falsão e o cachorro sarnento Trambique, que tentam jogar sujo para ganhar a corrida mas nada sai como planejado. Assim, se disfarçam do galã Capitão Guapo e Branquinho, um esnobe gato angorá.

A Corrida Espacial do Zé Colmeia

A Corrida Espacial do Zé Colmeia forma um bloco de desenhos de 90 minutos, exibidos aos sábados de manhã pelo canal dos EUA NBC. Os outros segmentos foram compostos dos seguintes desenhos animados: Os Trapalhões Espaciais (Galaxy Goof-Ups), onde Zé Colmeia, Arrepio, Dom Pixote e Pato Quack são policiais intergaláticos, liderados pelo Capitão Carabom; Arquivo Cãofidencial (Buford Files), com Kojeka, um preguiçoso cão que soluciona casos misteriosos com a ajuda de dois adolescentes, Rosinha e Zé Quati; Fantasmino, o Fantasma Galopante (The Galloping Ghost), onde Fantasmino é o fantasma da mina e guardião de Suzana e Rita.

Zé Colmeia e Os Caça Tesouros (Yogi’s Treasure Hunt, 1985-86, 27 episódios) é outro spin-off de Zé Colmeia. Juntamente com Catatau, Guarda Smith, Bibo Pai e Bob Filho, Leão da Montanha, Pepe Legal, Dom Pixote, vão a caça de um tesouro. Eles viajam a bordo de um navio chamado SS Jelly Roger comandado por Manda-Chuva, muito parecido com a arca de Yogi’s Gang. Dick Vigarista e Muttley tentam chegar antes ao tesouro, usando naturalmente todos aqueles seus truques sujos. Foi apresentada originalmente em sistema “syndication” (sem exclusividade). A estreia foi em 2 de setembro de 1985, tendo sua última transmissão em 3 de março de 1986.

O Novo Show do Zé Colmeia (The New Yogi Bear Show, 1988), é uma série animada composta por um episódio de meia-hora, cuja primeira transmissão também foi em syndication. Wake, Rattle, and Roll (1990/91), um segmento de uma série chamada Fender Bender 500.

Yo Yogi! (idem, 1991) é um seriado animado exibido pela NBC, no Brasil foi veiculado pela Rede Globo nos programas “Xou da Xuxa” e “TV Colosso”. Produzido numa parceria Estados Unidos/Canadá, pela Hanna-Barbera Productions, a série estreou em 14 de setembro de 1991, tendo sua última transmissão em 4 de janeiro de 1992. Os personagens típicos do desenho são mostrados em sua adolescência. Zé Colmeia, seu assistente Catatau, sua paixão Cindy, Dom Pixote e o Leão da Montanha combatem os vilões Dick Vigarista e Mutley de Corrida Maluca.

Filmes e Especiais

Nas últimas cinco décadas, o mais esperto dos ursos teve destaque também em alguns longas-metragens animados e vários especiais feitos para a TV.

» “Oi Galera, Sou o Zé Colmeia!” (Hey There, It’s Yogi Bear, 1964), animação em longa-metragem produzida para o cinema e distribuída pela Columbia Pictures;
» “A Arca do Zé Colmeia” (Yogi’s Ark Lark), filme piloto feito para TV em 1972 e exibido no programa americano “The ABC Saturday Superstar Movie”;
» “O Primeiro Natal de Gasparzinho” (Casper’s First Christmas, 1979), um especial de TV transmitido pela TV americana ABC, onde os personagens do desenho Gasparzinho conhecem Zé Colmeia e sua turma;
» “O Primeiro Natal de Zé Colmeia” (Yogi’s First Christmas, 1980), especial de Natal feito para TV e exibido em syndication;
» “Yogi Bear’s All Star Comedy Christmas Caper”, um especial para TV exibido em 1982, estrelando Zé Colmeia e seus amigos;
» “A Grande Fuga de Zé Colmeia” (Yogi’s Great Escape), um especial de 1987 feito para a TV e exibido em syndication;
» “Yogi Bear and the Magical Flight of the Spruce Goose”, 1987, filme feito para TV;
» “Zé Colmeia e a Invasão dos Ursos Espaciais” (Yogi and the Invasion of the Space Bears, 1988), telefilme produzido como parte do show “Hanna-Barbera Superstar 10”;
» “Zé Colmeia, o Urso da Páscoa” (Yogi The Easter Bear, 1994) é um especial de televisão, conta a páscoa do Zé Colmeia juntamente com seu amigo inseparável Catatau;
» “Arabian Nights”, um especial de 1994 feito para o canal TBS (segmento de Aladin);
» “Boo Boo Runs Wild” e “A Day in the Life of Ranger Smith”, especiais retrô de 1999 feitos para o canal Cartoon Network, criados por John Kricfalusi e sua companhia Spumco;
» “Zé Colmeia, o Filme” (Yogi Bear), filme live-action (onde atores de carne e osso interagem com personagens de animação) lançado no cinema em 17 de dezembro de 2010, estrelando Dan Aykroyd, que fez a voz do simpático urso.

DVD

A Warner Home Video lançou no mercado brasileiro em 2011 (nos EUA, foi lançado em 2005) com dois boxes contendo a temporada completa do Show do Zé Colmeia (The Yogi Bear Show, 1961/62), incluindo os segmentos Leão da Montanha e Patinho Duque. O total é de 33 programas de meia-hora, sendo que o último é um especial chamado “A Festa de Aniversário do Zé Colmeia”. Compre aqui.

O longa “Oi Galera, Sou o Zé Colmeia” foi lançado no Brasil em 2009 no formato DVD pela Warner Home Vídeo. Compre aqui.

Na TV

Zé Colmeia faz parte do elenco do canal pago Tooncast (ClaroTV, VivoTV, NossaTV, entre outras). As exibições são rotativas e há meses em que o desenho é programado e outros que não. Em janeiro de 2013, a programação do Tooncast faz uma homenagem ao Zé Colmeia pelos seus 55 anos.  O famoso urso ganhará um horário de segunda a sexta, às 15h e 3h e um especial de aniversário no dia 30, às 8h e 20h.

// O autor desta matéria é Alexandre Marques Silva. Escreva para nós e faça seus comentários.

// Lista de Episódios de Zé Colmeia

ESPECIAL CHAPÉU E GRAVATA HANNA-BARBERA
Introdução | Jambo e Ruivão | Dom Pixote | Plic e Ploc | Zé Colmeia | Pepe Legal | Joca e Dingue Lingue | Olho Vivo e Faro FinoBibo Pai e Bobi Filho | Loopy Le Beau |

Multimídia

Clique e assista a um episódio clássico de Zé Colmeia.

Clique e assista a um episódio de A Turma do Zé Colmeia.

Imagens

Clique para ampliá-las.

Comentários

  1. Marcelo disse:

    Parabéns, galera! O especial “Chapéu e Gravata” continua, bem, especial! Sou meio suspeito pra opinar, afinal, meu blog simplesmente se chama “Mais Esperto Q A Maioria Dos Ursos”! Espero ver os próximos capítulos logo!

  2. Não podemos nos esquecer que o Zé Colméia Show clássico (Hanna-Barbera/Columbia Pictures, 1960-62) estreou aqui no Brasil pela saudosa Rede Tupi no Natal de 62, com o patrocínio da Seven-Up (hoje ligada à AmBev e à PepsiCo).

    1. Editor disse:

      Obrigado, Rodinei. Informação adicionada.

  3. Vocês sabiam que a maioria dos spin-offs do Zé Colméia estrearam aqui no Brasil pela Globo (que também exibiu o Zé Colméia Show clássico)?

    1. Leonardo Braga de Oliveira disse:

      Fala Rodinei! Na verdade os episódios originais do Zé Colméia, exibidos como segmentos no show do Dom Pixote, assim como os primeiros episódios do Show do Zé Colméia, estrearam no Brasil pela TV Tupi, mas o últimos episódios (com a primeira versão da ursa Cindy, quando ela era cinza e mais parecida com o Zé Colméia) tinham ficado inéditos no Brasil, por isso esses episódios foram dublados pela Herbert Richers e não pela AIC/SP, quando estrearam pela Globo em 1975, junto com “A Turma do Zé Colméia”.

  4. Salve, salve, amigo Leonardo Braga de Oliveira!

    Na verdade, estes episódios do Zé Colméia Show clássico (Hanna-Barbera/Columbia Pictures, 1960-63) que trazem a primeira versão da Cindy (que era cinzenta, bem parecida com o Zé Colméia e com aquele look de dama sulista do Mississíppi [bem diferente da versão atual, onde ela aparece mais com cara de ursa mocinha]), foram apresentados aqui no Brasil pela Globo em 74 (com a dublagem feita no Rio pela Herbert), juntamente com A Turma do Zé Colméia (Hanna-Barbera/Columbia Pictures, 1973).
    E agora, uma pergunta que não quer calar: aquele primeiro especial do Zé Colméia, A Festa de Aniversário do Zé Colméia (1961), chegou a ser exibido pela Globo em 74 (aproveitando o sucesso d’A Turma do Zé Colméia)?

  5. No blog do nosso amigo HB-fã canadense “Yowp-Yowp” Dodsworth (http://yowpyowp.blogspot.com) – que enfoca os clássicos da Hanna-Barbera -, há inúmeros tópicos envolvendo o Zé Colméia, incluindo os episódios da fase clássica do personagem e as páginas dominicais do mais esperto dos ursos (veiculadas nos jornais de todo o mundo – incluindo também o Brasil, onde a tira foi veiculada no jornal O Globo).
    Ao visitarem este blog, cliquem no tag Yogi Bear (que é o nome do Zé Colméia em inglês) e vocês encontrarão inúmeros tópicos envolvendo o morador mais famoso do Parque Jellystone.