Dublagem: Desenhos Hanna-Barbera – Parte 1

Há muito tempo que ouvimos dizer que a dublagem brasileira uma das melhores do mundo (se não for a melhor). Especificamente, os dubladores dos desenhos, filmes e seriados dos anos 1960/70 e 80 proporcionaram um atrativo a mais nas produções, visto que as vozes se encaixavam muito bem com os personagens.

Os desenhos Hanna-Barbera, por exemplo, em sua grande maioria, foram realizados com baixo orçamento e os diálogos e situações foram os itens que mais cativaram as pessoas, visto que a animação deixou muito a desejar. Neste artigo do RetrôTV, nós queremos listar os nomes destes excelentes profissionais, que deixaram suas vozes eternizadas em nossas mentes.

A partir de agora, você saberá quem dublou desde o primeiro que chegou ao Brasil (Tartaruga Touché) até os primeiros que foram dublados no início dos anos 1980.

São vários nomes lembrados e listados, mas com o tamanho da desinformação que o Brasil tem com relação à memória da tevê, muitos profissionais não puderam ser identificados. Eles estão sinalizados por uma sequência de três sinais de interrogação (???). Assim, fica o pedido para os frequentadores do site que tiverem informações sobre algum nome que não temos, por favor, entre em contato e nos envie. É com certeza, uma grande colaboração para a preservação dos nomes desses brilhantes profissionais.

Hoje em dia ainda existem grandes profissionais de dublagem e o processo de gravação é totalmente diferente do passado. Cada profissional  grava sua parte sozinho e, posteriormente, tudo é mixado via computador. Os dubladores do filme nem se encontram!

Antigamente, todos os dubladores que iriam atuar num “anel” (trecho) deveriam estar presentes no estúdio. Eles assistiam juntos ao programa que estava sendo dublado através de um telão dentro do estúdio, juntamente com um projetor de 16mm. Se alguém errasse algo naquele “anel”, o diretor solicitava a repetição e todos deveriam gravá-lo novamente. Mas a energia entre eles fazia todo o trabalho valer a pena.

Há mais de 45 anos atrás era produzida a primeira dublagem de um desenho Hanna-Barbera no Brasil: A Tartaruga Touché, mesmo não sendo o primeiro desenho H-B a ser produzido. Em seguida vieram Pepe-Legal e Babalú, Zé Colmeia, Wally Gator, Jambo e Ruivão e por aí vai…

A Tartaruga Touché

Muitas dublagens dos desenhos H-B foram preservadas e são exibidas até hoje pelo canal pago Tooncast ou usadas em DVDs. Porém, alguns desenhos foram redublados, como Máquinas Voadoras e Os Apuros de Penélope Charmosa, por razões muitas vezes nunca explicadas.

A seguir, você confere a listagem com os dubladores originais dos desenhos Hanna-Barbera no Brasil, gravadas pelos estúdios AIC/SP, Dublasom Guanabara/RJ, Herbert Richers/RJ, Cine Castro/RJ e SP, Odil Fonobrasil/SP, Riosom/RJ, Álamo/SP e TV CineSom/RJ. Primeiramente aparecerá o nome da voz original americana do desenho, seguida da(s) sua(s) voz(es) original(ais) brasileira.

A pesquisa é do colaborador e especialista em dublagens, Rodinei Silveira.

Jambo & Ruivão (1957/60)

Versão brasileira: Gravasom/SP

- Jambo: Don Messick/Roberto Barreiros (1ª voz), Gastão Renné (2ª voz)
- Ruivão: Daws Butler/Roberto Barreiros – Prof. Gizmo: Don Messick/Older Cazarré (1ª voz), Waldir de Oliveira (2ª voz)
- Narrador: John Stephenson/Roberto Barreiros

Nota: Esta série animada foi redublada nos anos 90.

O Show do Dom Pixote (1958/62)

Versão brasileira: AIC/SP

Dom Pixote

- Dom Pixote: Daws Butler/Older Cazarré

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Plic, Ploc & Chuvisco

- Plic: Daws Butler/Older Cazarré – Ploc: Don Messick/Gastão Renné
- Chuvisco: Daws Butler/Magno Marino (1ª voz), Arakém Saldanha (2ª voz)

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Zé Colmeia (até 1960)

- Zé Colmeia: Daws Butler/Older Cazarré
- Catatau: Don Messick/Magno Marino (1ª voz), Roberto Barreiros (2ª voz)
- Guarda Chico/Guarda Smith: Don Messick/Raimundo Duprat (mais frequente), Gastão Renné (em dois episódios), Rogério Márcico (em dois episódios), Marco Ribeiro (em dois episódios), Osimiro Campos (no episódio do piquenique pai-e-filho) e Luiz Orione (em apenas um episódio)

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Joca & Dingue-Lingue (a partir de 1960)

- Joca: Daws Butler/Chico Borges
- Dingue-Lingue: Doug Young/Wilson Ribeiro (1ª voz), Waldir Guedes (2ª voz)

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Pepe Legal Show (1959/62)

Versão brasileira: AIC/SP

Pepe Legal

- Pepe Legal: Daws Butler/Lima Duarte (1ª voz), Amaury Costa (2ª voz)
- Babalú: Daws Butler/Roberto Barreiros

Olho-Vivo & Faro Fino

- Olho-Vivo: Daws Butler/Waldir Guedes
- Faro Fino: Daws Butler/Wilson Ribeiro

Bibo Pai & Bóbi Filho

- Bibo Pai: Doug Young/Rogério Márcico (1ª voz), Chico Borges (2ª voz)
- Bóbi Filho: Daws Butler/Waldir Guedes

Loopy Le Beau (1959/65)

Versão brasileira: AIC/SP

- Loopy Le Beau: Daws Butler/Older Cazarré (1ª voz), Waldir Guedes (2ª voz)

Nota: Série animada produzida originalmente para o cinema, em conjunto com a Columbia Pictures.

Zé Colmeia Show (1960/62)

Versão brasileira: AIC/SP

Zé Colmeia

- Zé Colmeia: Daws Butler/Roberto Barreiros (1ª voz), Older Cazarré (2ª voz)
- Catatau: Don Messick/Roberto Barreiros (1ª voz), Lima Duarte (2ª voz)
- Guarda Chico/Guarda Smith: Don Messick/Raimundo Duprat, Gastão Renné, Rogério Márcico, Osimiro Campos, Marco Ribeiro, Luiz Orione

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Zé Colmeia

Nota: Outros episódios clássicos de Zé Colmeia, dublados posteriormente.

Versão brasileira: Herbert Richers/RJ

- Zé Colmeia: Daws Butler/Miguel Rosenberg
- Catatau: Don Messick/Luiz Manuel
- Guarda Chico/Guarda Smith: Don Messick/Magalhães Graça
- Cindy (em sua primeira aparição): Julie Bennett/Marlene Costa

Leão da Montanha

- Leão da Montanha: Daws Butler/Chico Borges
- o Major Menor: Don Messick/Roberto Barreiros

Patinho Duque

- Patinho Duque: Jimmy Weldon/Roberto Barreiros
- o buldogue anjo-da-guarda Chopper: Vance Colvig/Waldir de Oliveira (mais frequente), Luiz Orione (em apenas um episódio)
- a Raposa: Daws Butler/Waldir Guedes (mais frequente), Wilson Ribeiro (em apenas um episódio), Luiz Orione (em apenas um episódio)
- Alfie Gator: Daws Butler/Lima Duarte (1ª voz), Roberto Barreiros (2ª voz)

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Orlando Drumond, Lima Duarte, Antonio Patiño, Henrique Ogalla e Mário Monjardim

Os Flintstones (1960/66)

Versão brasileira: Gravasom/SP e AIC/SP

- Fred Flintstone: Alan Reed/Marthus Mathias (1ª voz), Alceu Silveira (2ª voz)
- Barney Rubble: Mel Blanc (mais frequente), Daws Butler (nos 4 episódios da 2ª temporada)/Rogério Márcico (1ª voz), Waldir Guedes (2ª voz), Chiquinho Ferrão (3ª voz [ele integrou o elenco do “Show de Rádio”, nos tempos áureos da paulistana Jovem Pan {décadas de 1970/80})
- Dino: efeitos vocais de Mel Blanc – Dino (em sua primeira aparição, quando ele falava): Jerry Mann/Amaury Costa
- Vilma Flintstone: Jean Vander Pyl/Helena Samara
- Betty Rubble: Bea Benaderet (1ª voz), Gerry Johnson (2ª voz)/Nícia Soares (1ª voz), Laura Cardoso (2ª voz) e Aliomar de Mattos (3ª voz)
- Pedrita: efeitos vocais de Jean Vander Pyl (na versão em inglês), Cristina Camargo e Aliomar de Mattos (ambas na versão em português)
- Bam-Bam: efeitos vocais de Don Messick (na versão em inglês), Older Cazarré e Maria Inês (ambos na versão em português)
- Sr. Pedregulho: John Stephenson/Waldir de Oliveira (mais frequente), Older Cazarré (em dois episódios), Waldir Guedes (em apenas um episódio), Carlos Alberto Vaccari (nas 2 últimas temporadas)
- o Grande Gazoo: Harvey Korman/Wilson Ribeiro

Manda-Chuva (1961)

Versão brasileira: AIC/SP

- Manda-Chuva: Arnold Stang/Lima Duarte
- Batatinha: Maurice Gosfield/Roberto Barreiros (1ª voz), Gastão Renné (2ª voz)
- Xuxu: Marvin Kaplan/Waldir Guedes
- Bacana: John Stephenson/Waldir Guedes
- Espeto: Leo DeLyon/Lima Duarte
- Gênio: Leo DeLyon/Older Cazarré
- Guarda Belo: Allen Jenkins/Gastão Renné

Wally, Lippy & Touché (1962)

Versão brasileira: AIC/SP

Wally Gator (1962)

- Wally Gator: Daws Butler/Lima Duarte
- Sr. Twiddle: Don Messick/Roberto Barreiros

Lippy & Hardy (1962)

- Lippy: Daws Butler/Luiz Orione
- Hardy: Mel Blanc/Waldir Guedes

A Tartaruga Touché (1962)

- Tartaruga Touché: Bill Thompson/Roberto Barreiros
- Dum-Dum: Alan Reed/Lima Duarte

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Os Jetsons (1962)

Nota: Série original. Versão brasileira: AIC/SP

- George Jetson: George O’Hanlon/Raimundo Duprat
- Jane Jetson: Pe! nny Singleton/Isaura Gomes
- Judy Jetson: Janet Waldo/Cristina Camargo
- Elroy Jetson: Daws Butler/Orlando Viggiani
- a empregada-robô Rosie: Jean Vander Pyl/Nícia Soares
- o cão dinamarquês Astro: Don Messick/Amaury Costa
- Cosmo C. Spacely (o patrão do George): Mel Blanc/Waldir de Oliveira
- Sra. Spacely: Jean Vander Pyl/Helena Samara
- Sr. Cogswell/Cósmico (o rival do Sr. Spacely): Daws Butler/Arakém Saldanha
- o zelador Henry Órbita: Howard Morris (fez parte do elenco da sitcom O Show do Andy Griffith)/Older Cazarré (1ª voz), Rogério Márcico (2ª voz) – Uniblab/Falador: Don Messick/Garcia Neto (1ª voz), Roberto Barreiros (2ª voz)

Maguila, o Gorila (1964/67)

Versão brasileira: AIC/SP

Maguila, o Gorila

- Maguila: Allan Melvin (esteve presente em séries como O Show do Andy Griffith, A Família Brady/A Família Fá-Sol-Lá-Si-Dó e Perdidos no Espaço)/Flávio Galvão
- Sr. Peebles: Howard Morris/Older Cazarré (1ª voz), José Soares (2ª voz)
- a pequena Oreu: Jean Vander Pyl/Aliomar de Mattos (1ª voz), Maria Inês (2ª voz)

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Bacamarte & Chumbinho

- Bacamarte: Allan Melvin/Ari de Toledo – Chumbinho: Howard Morris/Older Cazarré

Coelho Ricochete & Blau-Blau

- Coelho Ricochete: Don Messick/Olney Cazarré
- Blau-Blau: Mel Blanc/Ari de Toledo (1ª voz), Older Cazarré (2ª voz)

Peter Potamus e Tico-Mico Show (1964/67)

Versão brasileira: AIC/SP

Peter Potamus e Tico-Mico

- Peter Potamus: Daws Butler/José Soares
- Tico Mico: Don Messick/Ionei Silva

Nota: Alguns episódios foram redublados nos anos 1990.

Matraca & Fofoquinha

- Matraca-Trica: Howard Morris/Flávio Galvão
- Fofoquinha: Mel Blanc/Olney Cazarré (mais frequente), Waldir Guedes (em alguns episódios)
- Coronel Mandragão: John Stephenson/Gastão Renné (mais frequente), Osimiro Campos (em alguns episódios), Waldir Guedes (em apenas um episódio)

Mosquete, Mosquito & Moscado

- Mosquito: Doug Young/Wilson Ribeiro
- Mosquete: Hal Smith (fez parte do elenco de O Show do Andy Griffith)/Gervásio Marques
- Moscado: Daws Butler/Roberto Barreiros
- o Rei: Hal Smith/Older Cazarré

Jonny Quest (1964/65)

Versão brasileira: AIC/SP

- Jonny Quest: Tim Matheson (que esteve presente nos filmes “O Clube dos Cafajestes” [1978] e “1941 – Uma Guerra Muito Louca” [1979])/Rafael Cortês
- Dr. Benton Quest: John Stephenson/Amaury Costa
- Roger “Race” Bannon: Mike Road/Dennis Carvalho
- Hadji Singh: Danny Bravo/Olney Cazarré
- o bull-terrier Bandit: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

A Formiga Atômica (1965/67)

Versão brasileira: Herbert Richers/RJ A Formiga Atômica

- Formiga Atômica: Howard Morris (1ª voz), Don Messick (2ª voz)/Rodinei Gomes

O Xodó da Vovó

- Precioso: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original [incluindo a famosa risadinha canina])
- Vovó Dulcina: Janet Waldo/Lúcia Deslor

Zé Buscapé

- Zé Buscapé: Henry Corden/Pietro Mário
- a “esposa-mãe” Bié Buscapé: Jean Vander Pyl/Glória Ladany
- Florzinha: Jean Vander Pyl/Míriam Thereza
- Chapeuzinho: Don Messick/Carmen Sheila (mais frequente), Luiz Manuel (em apenas um episódio)

O Esquilo Sem Grilo (1965/67)

Versão brasileira: Herbert Richers/RJ

O Esquilo Sem Grilo

- Esquilo Secreto: Mel Blanc/Sílvio Navas
- Moleza Toupeira: Paul Frees/Carlos Marques
- Chefe Q.Q.: John Stephenson/Maurício Barroso (1ª voz), Miguel Rosenberg (2ª voz)

Lula Lelé

- Lula Lelé: Paul Frees/Orlando Prado
- o Capitão: John Stephenson/Dario Lourenço

A Feiticeira Faceira

- Vassourinha: Jean Vander Pyl/Selma Lopes

Sinbad Jr. (1965)

- Sinbad Jr.: Tim Matheson/Cleonir dos Santos
- o papagaio Calado: Mel Blanc/Orlando Drummond

Nota: Co-produzida com a American International. Versão brasileira: Riosom/RJ

O Gordo e o Magro (1966)

Versão brasileira: Riosom/RJ

- Stan Laurel: Larry Harmon/Luís Carlos de Moraes
- Oliver Hardy: Jim McGeorge/Orlando Drummond

Nota: Co-produzida com a Wolper Productions, Larry Harmon Pictures e a Hal Roach Studios.

Borges de Barros, Older Cazarré, Olney Cazarré, Ionei Silva e Isaac Bardavid

Os Brasinhas do Espaço (1966)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Escoteiro: Chris Allen/Luiz Manuel
- Jenny: Janet Waldo/Nelly Amaral
- Sábio: Don Messick/Glória Ladany
- o caçulinha Xereta: Lucille Bliss/Carmen Sheila
- o cachorrinho Estrelinha: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)
- Capitão Gancho: Daws Butler/Ribeiro Santos
- Estática): Don Messick/Carlos Marques

Space Ghost & Dino Boy (1966)

Versão brasileira: AIC/SP

Space Ghost

- Space Ghost: Gary Owens/Arakém Saldanha
- Jan: Ginny Tyler/Rita Cleós
- Jace: Tim Matheson/Olney Cazarré
- o macaquinho Blip: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

Dino Boy

- Dino Boy: Johnny Carson/Magali Sanches (1ª voz), Maria Inês (2ª voz)
- Ugh: Mike Road/Gastão Renné
- o brontossauro Bronty: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

Frankenstein Jr. & Os Impossíveis (1966)

Versão brasileira: AIC/SP

Frankenstein Jr.

- Frankenstein Jr.: Ted Cassidy (o Tropeço da série clássica A Família Addams/José Soares (1ª voz), Henrique Martins (2ª voz)
- o menino-cientista Bob Conroy: Dick Beals/Magali Sanches (1ª voz), Maria Inês (2ª voz)
- Prof. Conroy: John Stephenson/Wilson Ribeiro (1ª voz), Marco Ribeiro (2ª voz)

Os Impossíveis (1966)

- Coil, o Homem-Mola: Hal Smith/Gastão Renné
- Homem-Fluido: Paul Frees/Older Cazarré
- Multi-Homem: Don Messick/Carlos Alberto Vaccari

Abbott & Costello (1967)

Versão brasileira: Pery Filmes/RJ

- Bud Abbott: o próprio/Magalhães Graça
- Lou Costello: Stan Irwin/Amaury Gutemberg

Nota: Co-produzida com a RKO e a Jomar Productions.

Os Herculóides (1967)

Versão brasileira: Cine Castro/RJ e SP
- Zandor: Mike Road/Mílton Rangel
- a esposa Tara: Virgina Gregg (a voz [em inglês] da mãe do personagem Norman Bates no filme “Psicose”  [1960])/Ruth Schelske
- o filho Dorno: Ted Eccles (que integrou o elenco de Dr. Encolhedor [parte do Kroft Supershow])/Luiz Manuel
- Zok, Tundro e Igoo: efeitos vocais de Mike Road (mantidos no original)
- Gloop e Gleep: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

O Jovem Sansão (1967)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Sansão: Tim Matheson/Carlos Marques
- o cachorro Golias (que é transformado por Sansão num leão poderosíssimo): efeitos vocais de Mel Blanc (mantidos no original)

Nota: Série de animação livremente inspirada nos personagens bíblicos.

Os Quatro Fantásticos (1967)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ, TV Cinesom/RJ, Riosom/RJ

- Reed Richards (o Sr. Fantástico/Homem-Borracha): Gerald Mohr (que fez uma aparição num episódio da série Perdidos no Espaço)/Antônio Patiño (na dublagem da Dublasom Guanabara), Luís Carlos de Moraes (nos dois episódios dublados pela TV Cinesom), Allan Lima (nos dois episódios dublados pela Riosom)
- Sue Richards (a Moça Invisível, que é a esposa de Reed): Jo Ann Pflug (que integrou o elenco do filme M*A*S*H [dirigido por Robert Altman em 70])/Ruth Schelske (nos episódios dublados pela Dublasom Guanabara), ??? (nos dois episódios dublados pela TV Cinesom), Nelly Amaral (nos dois episódios dublados pela Riosom)
- Johnny Storm (o Tocha Humana, irmão de Sue e cunhado de Reed): Jack Flounders/Cleonir dos Santos (nos episódios dublados pela Dublasom Guanabara e nos dois episódios dublados pela Riosom), Henrique Ogalla (nos dois episódios dublados pela TV Cinesom)
- Ben Grimm (aquela montanha de pedras conhecida como “A Coisa”): Paul Frees/oCastro Gonzaga (que dublou o urso Balú, no longa animado Mogli, o Menino Lobo, produzido pela Disney em 1967) (nos episódios dublados pela Dublasom Guanabara); Ribeiro Santos (nos dois episódios dublados pela TV Cinesom), Guálter França (nos dois episódios dublados pela Riosom)

Nota: Produzida sob licença da Marvel Comics e baseada numa idéia de Stan Lee e Jack Kirby. Alex Toth fez a concepção visual da série, que mantém a mesma fidelidade dos originais do lendário Jack Kirby.

Moby Dick & O Poderoso Mightor (1967)

Versão brasileira: Cine Castro/RJ e SP

Moby Dick

- Moby Dick: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)
- Tom: Bobby Resnick/Luiz Manuel
- o gordinho Tubb: Barry Balkin/Ruth Schelske
- a foquinha Scooby (que é a mascote dos meninos): efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

O Poderoso Mightor

- Mightor: Paul Stewart/Domício Costa
- o jovem Tor (alter-ego de Mightor): Bobby Diamond/Rodinei Gomes (1ª voz), Carlos Marques (2ª voz)
- o dragão alado Tog (mascote de Tor/Mightor): efeitos vocais de John Stephenson (mantidos no original)
- Chefe Pondo: John Stephenson/Ênio Santos (1ª voz), Jomery Pozzoli (2ª voz)
- a bela Sheera (filha do chefe Pondo): Patsy Garrett (que integrou o elenco dos filmes da cinessérie Benji [dirgidos por Joe Camp, na década de 1970)/Angela Bonatti
- Pequeno Rok (o irmão caçula de Sheera): Norma McMillan (voz [em inglês] do Gasparzinho, nos curtas animados do personagem para o cinema, produzidos pela Paramount na década de 1950)/Glória Ladany
- O pássaro dodô Ork (que é a mascote do Pequeno Rok): efeitos vocais de John Stephenson (mantidos no original)

Homem-Pássaro (1967)

Versão brasileira: Herbert Richers/RJ

Homem-Pássaro

- Homem-Pássaro: Keith Andes/Márcio Seixas
- o falcão Vingador: efeitos vocais de Mike Road (mantidos no original)
- Menino-Pássaro: Dick Beals/Luiz Manuel
- o chefão Falcão-7: Don Messick/Pietro Mário

Galaxy Trio

- Homem-Vapor: Don Messick/Maurício Barroso
- Homem-Meteoro: o gigantão Ted Cassidy/José Santana
- Garota Flutuadora: Virginia Eiler/Sumara Louise

Shazzan (1967)

Versão brasileira: Cine Castro/RJ e SP

- Shazzan: Barney Phillips/Darcy Pedrosa (1ª voz), Ribeiro Santos (2ª voz)
- Chuck: Jerry Dexter/Rodinei Gomes (1ª voz), Luiz Manuel (2ª voz)
- Nancy (irmã de Chuck): Janet Waldo/Ruth Schelske
- Kaboobie (o camelo alado): efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

Banana Splits Show (1968)

Versão brasileira: TV Cinesom/RJ

Banana Splits

- o cachorrão Fleegle/Swingo: Paul Winchell/Antonio Patiño (1ª voz), Domício Costa (2ª voz)
- Drooper (o leão beatnik): Allan Melvin/Magalhães Graça
- o macacão Bingo (que é a cara do Stevie Wonder): Daws Butler/Cauê Filho
- o elefante Snork: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

Os Cavaleiros da Arábia

- Príncipe Turan (o líder dos Cavaleiros da Arábia): Jay North (que estrelou as séries Pimentinha/Dennis, o Travesso e Maya)/André Filho (1ª voz), Henrique Ogalla (2ª voz)
- Princesa Nida (irmã de Turan e mestra em disfarces): Shari Lewis/Míriam Thereza
- o mágico Fariik (“Hozzan Kobah!”): John Stephenson/Luís Carlos de Moraes
- Bez (o mágico): Henry Corden/Luís Carlos de Moraes
- o gigantão Razeem: Frank Gerstle/Ribeiro Santos
- o tirano Vangore: Paul Frees/Amaury Costa
- o grande Bakaar: John Stephenson/???

Os Três Mosqueteiros

- D’Artagnan: Bruce Watson/André Filho (1ª voz), Neville George (2ª voz)
- Athos: Jonathan Harris (o Dr. Smtih de Perdidos no Espaço)/Domício Costa
- o gigantão Porthos: Barney Phillips/Antonio Patiño (1ª voz), Amaury Costa (2ª voz)
- Aramis: Don Messick/??? (1ª voz), Ribeiro Santos (2ª voz).
- o menino Toulie: Ted Eccles/Luiz Manuel (1ª voz), Sônia Moraes (2ª voz)
- a Rainha: Julie Bennet/Maralise
- Lady Constance: Julie Bennet/Míriam Thereza

Micro-Aventuras

- Prof. Carter: Don Messick/Newton da Mata
- Jill Carter (a filha): Patsy Garrett/???
- Mike Carter (o filho): Tommy Cook/Henrique Ogalla

Celso Vasconcelos, Francisco Milani, Carlos Marques, Rodinei Gomes e Rogério Márcico

As Aventuras de Gulliver (1968)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Gary Gulliver: Jerry Dexter/Luiz Manuel
- Thomas Gulliver (o pai de Gary): John Stephenson/???
- o cachorro Tagg: efeitos vocais de Herb Vigran (mantidos no original)
- Flirtácia (a filha do Rei Pomp): Ginny Tyler/Nelly Amaral
- Bunko: Allan Melvin/Orlando Prado
- o jovem Egger: Don Messick/Carlos Marques
- o pessimista Soturno: Don Messick/???
- o Rei Pomp (o rei dos liliputianos e pai de Flirtácia): John Stephenson/Mílton Rangel
- Capitão Leech (o principal vilão da série): John Stephenson/Ribeiro Santos

As Aventuras de Huck Finn (1968)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Huck Finn: vivido por Michael Shea (dublado em português por Cleonir dos Santos)
- Tom Sawyer: vivido por Kevin Schultz (dublado em português por Luiz Manuel)
- Rebecca “Becky” Thatcher: vivida por Lu Ann Haslam (dublada em português por Juracyara Diacovo)
- Índio Joe (o principal vilão da série): vivido pelo gigantão Ted Cassidy (que fez a voz em inglês do personagem, na parte animada desta série)/???

Nota: Esta série empregou o uso de atores de verdade, contracenando com personagens animados em cenografias de animação através de um processo de montagem conhecido como chroma-key (as cenas filmadas com os atores de verdade foram feitas nos estúdios da Paramount).

Corrida Maluca (1968)

Versão brasileira: TV CineSom/RJ

- Narrador: Dave Willock/Neville George
- Dick Vigarista: Paul Winchell/Domício Costa
- Muttley: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original [incluindo a famosa risadinha canina])
- os Irmãos Rocha: Daws Butler e Don Messick/Domício Costa
- Medinho: Don Messick/???
- Medonhão: Daws Butler/Domício Costa
- Professor Aéreo: Don Messick/Cauê Filho
- Barão Vermelho: Daws Butler/???
- Penélope Charmosa: Janet Waldo/Míriam Thereza
- Sargento Bombarda: John Stephenson/???
- Soldado Digley: Don Messick/Henrique Ogalla
- Clyde (o chefão da Quadrilha de Morte): Paul Winchell/Luís Carlos de Moraes
- o atrapalhado Ring-Ding: Don Messick/Pádua Moreira
- Tio Tomás: John Stephenson/Magalhães Graça
- o urso Chorão: efeitos vocais de John Stephenson (mantidos no original)
- Peter Perfeito: Daws Butler/Luís Carlos de Moraes
- Rufus Lenhador: Daws Butler/???

Os Apuros de Penélope (1969)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Penélope Charmosa: Janet Waldo/Juracyara Diacovo
- Silvestre Soluço/Tião Gavião: Paul Lynde (o Tio Arthur da série A Feiticeira)/Amaury Gutemberg
- os Irmãos Bacalhau: Mel Blanc/Mílton Rangel
- Clyde (o chefão da Quadrilha de Morte): Paul Winchell/???
- o atrapalhado Dum-Dum: Don Messick/Mário Monjardim
- o veloz Zippy: Don Messick/Orlando Prado
- Queixinho (todo cheio de utilidades): Don Messick/???
- o risonho Yak-Yak: Mel Blanc/Luiz Manuel
- Chorão (o nome já diz tudo): Paul Winchell/???
- o sonado Pestana: Don Messick/???
- o carangão Chuga-Boom: efeitos vocais de Mel Blanc (mantidos no original)
- Narrador: Gary Owens/Allan Lima

Nota 1: Primeiro spin-off de Corrida Maluca.
Nota 2: Esta série animada foi redublada nos anos 90.

Gatolândia (1969)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

A Turma da Gatolândia

- Conceição: Julie Bennett/???
- Figura: Jim Begg/Magalhães Graça
- Groove: Casey Kasem/Luiz Manuel
- Country: Bill Callaway/???
- a caçadora de autógrafos Fanzoca: Julie Bennett/???

É o Lobo!

- Lobo Bobo: Paul Lynde/Waldir Fiori
- Carneirinho: Daws Butler/Ruth Schelske
- Cachorrão: Allan Melvin/Mílton Luís

A Volta ao Mundo em 79 Dias

- Phineas Fogg Jr.: Bruce Watson/André Filho
- a fotógrafa Jenny Trent: Janet Waldo/Nelly Amaral
- o repórter Hoppy: Don Messick/???
- o maquiavélico morodomo Grão-de-Bico: Daws Butler/Magalhães Graça
- o atrapalhado capanga Bomba: Allan Melvin/Antonio Patiño
- o macaco Simão: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

Zé Bolha & Juca Bala

- Zé Bolha: o comediante Marty Ingels (ex-marido de Shirley Jones)/Mário Monjardim
- Juca Bala: Dick Curtis/Nair Amorim

Nota: Estas séries animadas tiveram alguns episódios redublados em 2003.

Scooby-Doo, Cadê Você? (1969/71)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Scooby-Doo: Don Messick/Orlando Drummond
- Norville Rogers (mais conhecido como Salsicha): Casey Kasem/Mário Monjardim
- Fred Jones: Frank Welker/Luiz Manuel
- Daphne Blake: Indira Stephanianna Christopherson (primeira voz), Heather North (segunda voz)/Juracyara Diacovo
- a menina-detetive Velma Dinkley: Nicole Jaffe/Nair Amorim

Nota: Série original do Scooby Doo.

Máquinas Voadoras (1969)

Versão brasileira: TV Cinesom/RJ

- Dick Vigarista: Paul Winchell/Domício Costa
- Muttley: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original [incluindo a famosa risadinha canina])/Domício Costa (nas falas em português)
- o engenhoso Klunk (com a sua linguagem ininteligível): Don Messick/Luís Carlos de Moraes
- o medroso Zilly: Don Messick/Henrique Ogalla
- o General: efeitos vocais de Paul Winchell (mantidos no original)
- narrador: Don Messick/Ari de Toledo

Nota 1: Segundo spin-off da série Corrida Maluca.
Nota 2: Esta série animada foi redublada nos anos 1990.

Os Tremendões (1970)

Versão brasileira: Dublasom Guanabara/RJ

- Ed Chefe: Cliff Norton/Antonio Patiño
- Buba Mascote: Mel Blanc/Orlando Drummond
- Norma (a esposa do Ed Chefe): Jean Vander Pyl/Nelly Amaral
- a loirinha Pita (esposa do Buba): Marie Wilson/Ruth Schelske
- a pequenina Pompom (filha de Ed Chefe e Norma): efeitos vocais de Jean Vander Pyl (mantidos no original)
- o cachorro Caldo (mascote do Ed Chefe): efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)
- Cláudio Perturbado (o vizinho esnobe): Paul “Tio Arthur” Lynde/Mário Monjardim
- a gata Sardinha (mascote do Cláudio Perturbado): efeitos vocais de Julie Bennett (mantidos no original)
- o treinador dos Rhinos (o time de futebol americano onde o Ed Chefe e o Buba jogam): Alan Reed/Amaury Gutemberg
- o gigantão Cargueiro (colega do Ed Chefe e do Buba no time dos Rhinos): Herb Jeffries/???
- o locutor esportivo: Dick Enberg (famoso locutor esportivo da TV norte-americana)/Waldyr Sant’Anna

Josie e As Gatinhas (1970)

Versão brasileira: Cine Castro/RJ e SP

Vozes faladas:

- Josie: Janet Waldo/Neusa Tavares
- a engraçadinha Melody: a comediante Jackie Joseph (que integrou o elenco da sitcom Doris Day Show [1968-73], estrelada pela eterna virgem)/Mara Di Carlo
- a cerebral Valéria: Barbara Pariot/??? (1ª voz), Míriam Thereza (em apenas um episódio).
- Alan: Jerry Dexter/Henrique Ogalla
- o empresário Alexander Cabot III (Alex, para os íntimos [que prima pela covardia]): Casey Kasem/Carlos Marques
- a invejosa Alexandra (que é a irmã do Alex): Sherry Alberoni (que foi mini-sócia na fase anos 1950/60 do Clube do Mickey, ao lado de Annette Funnicello/Glória Ladany
- o gato Sebastian: efeitos vocais de Don Messick (mantidos no original)

Vozes cantadas:

- Josie: Cathy Douglas
- Melody: Chery Ladd (a Chris da série As Panteras)
- Valéria: Patricia Holloway

Nota: Co-produzida com a Archie Comics.

Bam-Bam & Pedrita (1971)

Versão brasileira: AIC/SP

- Pedrita adolescente: Sally Struthers (que fez parte do elenco da sitcom Tudo em Família)/Aliomar de Mattos
- Bam-Bam adolescente: Jay North/Marcelo Gastaldi
- o gênio Monolito: Lennie Weinrib/Élcio Sodré
- a magrelinha Wiggy: Gay Autterson (então conhecida como Gay Hartwig)/Isaura Gomes
- a gordinha Penny: Mitzi McCall/???
- o azarado Uruca: Don Messick/Ézio Ramos
- a esnobe Cindy: Gay Autterson/Isaura Gomes
- Fabian (o namorado da Cindy): Carl Esser/Dráusio de Oliveira
- Fred Flintstone: Alan Reed/Marthus Mathias
- Vilma Flintstone: Jean Vander Pyl/Helena Samara
- Barney Rubble: Mel Blanc/Waldir Guedes
- Betty Rubble: Gay Autterson/Isaura Gomes
- Sr. Pedregulho: John Stephenson/Waldir de Oliveira (1ª voz), Eleu Salvador (2ª voz)

Nota: Primeiro spin-off de Os Flintstones, que traz os filhos de Fred e Barney já adolescentes.

O Urso do Cabelo Duro (1971)

Versão brasileira: Cinecastro/RJ e SP

- Cabeludo: Daws Butler/o “global” Francisco Milani
- Enrolado: Paul Winchell/Paulo Pinheiro
- Quadrado: Bill Callaway/Mílton Luís
- Sr. Peevly: John Stephenson/Maurício Barroso
- o assistente Botch: Joe E. Ross/Guálter França

Amaury Costa, Cleonir dos Santos, André Filho, Sílvio Navas e Pietro Mário

Fantasminha Legal (1971)

Versão brasileira: Cinecastro/RJ e SP

- Jonathan Wellington “Mudsy” Muddlemore (Fantasminha Legal): Daws Butler/Luís Carlos de Moraes
- Alice: Tina Holland/Marisa Leite de Barros
- Sílvio: Micky Dolenz (um dos Monkees)/Ionei Silva
- Hugo: Tommy Cook/???
- o buldogue Elmo: efeitos vocais de Jerry Dexter (mantidos no original)
- o gato-fantasma Boo: efeitos vocais de Julie Bennett (mantidos no original)

Clique aqui e veja a 2ª Parte deste artigo

Comentários

  1. eDUARDO disse:

    Indiscutivelmente, a dublagem de antigamene vai ser considerada a melhor de todos os tempos. Nem precisa ver o desenho, mas apenas ouvindo as vozes dos dubladores ja nos enchem de muita saudade de uma epoca incomparavelmente melhor.

  2. ricardo disse:

    Realmente melhor momento da dublagem brasileira.Felizmente temos como nos recordar dessas vozes maravilhosas através de dvd e até mesmo canais que reprisam alguns desses desenhos.Mesmo assim ficam as saudades desse tempo.

  3. Albertino disse:

    Maurício e equipe,

    Parabéns pelo excelente trabalho!! Nossos dubladores antigos eram( alguns ainda na ativa como Orlando Drummond, Isac Bardavid e Mário Monjardim) fantásticos!!!! da nova geração temos alguns muito bons como Guilherme Brigs e Alexandre Moreno. Muito legal!!!!

  4. EDUARDO disse:

    MARAVILHOSO E DELICIOSO ESSAS DUBLAGENS, PRINCIPALMENTE AS DA AIC SÃO PAULO, TEM UMA ÉPOCA EM QUE AS VOZES AUMENTAM E DIMINUEM O DUBLADOR NÃO MANTEM “”O VOLUME CERTO””
    CLÁSSICO

  5. gosto do Orlando Drumont(scoob) e Lima Duarte(manda chuva) tenho um timbre que poderia ser dublador do scoob,patolino,ze colmeia,maguila e outros…sou radialista e admiro o trabalho desses caras bons.

  6. Por que várias series foram redubladas??? Não da pra acreditar assistir Penelope , e tantos outros com a nova dublagem , alguém pode me informar por que fizeram isso?? abraços.

  7. De fato, os nossos dubladores antigos tinham vozes muito bonitas de fazer bem aos nossos ouvidos. Infelizmente vários de nossos melhores dubladores já se foram, e eu não troco as dublagens originais por nenhuma redublagem. Como o Ricardo Flórido comentou e eu concordo com ele. NÃO DEVEM JAMAIS REDUBLAR OS DESENHOS ANTIGOS. ESSAS REDUBLAGENS SÃO UNS VERDADEIROS LIXOS