Cinema: Jonny Quest deve ganhar versão live-action

O estúdio Warner Bros. continua com seus esforços para levar o clássico desenho Jonny Quest para os cinemas, em uma versão live-action (com atores reais e não em animação).

O diretor Robert Rodriguez

O diretor Robert Rodriguez

Depois de várias tentativas fracassadas, a companhia contratou agora o diretor americano Robert Rodriguez para comandar a produção. Ele dirigiu grandes sucessos do cinema, como “Um Drink no Inferno”, “Machete”, “Sin City”, “Planeta Terror”, “A Balada do Pistoleiro”, entre outros. Ao mesmo tempo, Rodriguez também é conhecido pelo infantil “Pequenos Espiões”.

O cineasta foi contratado para dirigir o filme e dividir a elaboração do roteiro com Terry Rossio (da franquia “Piratas do Caribe”), a partir de um antigo script desenvolvido por Dan Mazeau (de “Fúria de Titãs 2″).

Ainda não há informações sobre elenco para esta versão cinematográfica. A Warner tenta levar a história para a tela grande desde 2007 e chegou a considerar Zac Efron para o papel de Jonny Quest e Dwayne Johnson para viver o guarda-costas Bannon. Vários diretores também já estiveram associados ao projeto, como Richard Donner, Andy Fick e Peter Segal.

A série animada Jonny Quest foi exibida originalmente entre 1964/65. É uma produção dos estúdios Hanna-Barbera e narra as aventuras do garoto de 10 anos – Jonathan “Jonny” Quest, que acompanha seu pai – o cientista Dr. Benton Quest – em missões expedidas pelo governo americano.

jonny-quest

Personagens da série original de Jonny Quest

Juntamente a eles, está o agente Roger “Race” Bannon, que tem o encargo de guardar Jonny Quest 24 horas por dia como tutor, companheiro e atento “cão-de-guarda”. Desde que Jonny perdeu a mãe, o governo não quis arriscar a segurança do garoto. Se Jonny cair nas mãos de agentes inimigos, o valor do Dr. Quest à ciência seria muito prejudicado. Roger é também o braço direito do Dr. Quest, pois pilota aviões, barcos, atira e luta muito bem.

Para fechar o grupo, há o simpático, temperamental e esperto Bandit, o cão bulldog de Jonny. E ainda, o garoto hindu de 11 anos, Hadji. Ele entrou para o grupo após salvar a vida do Dr. Quest num ataque inimigo em Calcutá. Hadji é órfão, sabedor de vários truques de mágica, fala inglês e luta judô, algo que fora ensinado por fuzileiros americanos.

Dr. Quest é um grande pesquisador e tem sua residência numa ilha particular, em local nunca revelado. Lá possui um laboratório com equipamentos de alta tecnologia para a época. A trabalho, o Dr. Quest acaba viajando para as mais variadas partes do planeta e leva consigo todo o grupo.

Durante as viagens, os dois garotos e Bandit estão sempre à volta e, invariavelmente, colocam-se em confusões. Ou mesmo, viram testemunhas-chaves dos mistérios que os levam àqueles lugares, tornando-se, assim, o foco de atenção e protagonistas das aventuras. Aliados a isso, os poderes de magia de Hadji e o charme e temperamento do cãozinho Bandit, ajudaram Jonny Quest a conquistar fãs no mundo todo.

O desenho obteve mais duas versões: no embalo do sucesso das reprises, a Hanna-Barbera decidiu produzir uma nova série em 1986, com 13 episódios, que apesar de ter a promessa de que manteria a mesma fórmula do desenho original, decepcionou e não proporcionou muito retorno.

Entre 1996/97, outra série de Jonny Quest foi produzida, porém, modernizou demais a trama e perdeu o charme da série original.

Abaixo, assista à abertura de Jonny Quest (versão original):