Vida Real: Morre aos 81 anos o ator Larry Hagman

O ator Larry Hagman, que ficou famoso por viver o vilão J.R. Ewing na série televisiva Dallas e por estrelar o elenco de Jeannie é um Gênio, morreu nesta sexta-feira (23), aos 81 anos, nos Estados Unidos, em decorrência de complicações surgidas em sua luta contra o câncer.

Hagman morreu em um hospital de Dallas por complicações de sua batalha contra um câncer na garganta, informou o jornal Dallas Morning News, citando um comunicado de sua família. Ele já havia sofrido de câncer no fígado e cirrose nos anos 1990, após décadas regadas a muito álcool.

No momento de sua morte, que coincidiu com a celebração do Dia de Ação de Graças, a família e os amigos mais próximos se encontravam junto a ele, segundo precisou um comunicado familiar. “Quando morreu, estava rodeado por seus entes queridos. Partiu tranquilamente, como ele teria desejado”, disse o comunicado.

Clique aqui para visitar o site do ator Larry Hagman.

Linda Gray, que interpretou a mulher de J.R. Ewing, Sue Ellen, estava com Hagman em Dallas quando ele morreu, afirmou o porta-voz da atriz, Jeffrey Lane. “Larry Hagman foi meu melhor amigo por 35 anos”, disse Gray em comunicado. “Ele trouxe alegria a todos que conhecia. Era criativo, engraçado, amável e talentoso, e eu sentirei grande saudade dele”.

Hagman estreou na TV em 1957, em Los Angeles, fazendo participações especiais em séries como Decoy, Aventura Submarina e Os Defensores. Tempos depois, finalmente conseguiu ser contratado para estrelar sua primeira série: Jeannie é um Gênio (1965-1970), criada por Sidney Sheldon. Hagman interpretou o oficial da aeronáutica Anthony Nelson, que tinha em casa uma moça chamada Jeannie – um gênio das histórias das “Mil e Uma Noites”.

Larry Hagman e Barbara Eden em Jeannie é um Gênio

Em 1978, Larry foi escolhido para interpretar JR Ewing, o vilão de Dallas, a primeira série-novela noturna dos EUA. Sua produção se estendeu até 1991 e tornou Hagman uma estrela de primeira grandeza. O programa rapidamente se transformou em um dos principais da rede CBS, atraiu atenção internacional e inspirou regravações. Dallas é a história de uma família do Texas, muito rica devido ao petróleo e ao gado, e sua trama é recheada de punhaladas pelas costas, negócios dúbios, brigas familiares, violência, adultério e outros maus comportamentos. JR  é um homem de negócios sem escrúpulos, malicioso e manipulador.

Em 1997, Larry voltou à TV como um juiz em uma série que durou apenas oito episódios: Orleans. Após, passou a fazer participações especiais em séries como Nip/Tuck e Desperate Housewives.

Até que, em 2011, foi convidado a interpretar novamente seu personagem favorito, JR Ewing, em uma nova versão de Dallas para o canal TNT. A série é uma continuação da série original e não um remake. A nova versão de Dallas está em exibição no Brasil pelo canal Warner.

Larry participou dos 10 episódios da 1ª temporada. mesmo com o câncer diagnosticado, chegou a gravar seis episódios da 2ª temporada e, agora, os roteiristas da nova versão de Dallas terão a difícil tarefa de criar um ponto final na história de um dos personagens mais conhecidos da TV americana. Assim, fica incerta a estreia da 2ª temporada de Dallas, marcada para 28 de janeiro, nos EUA.

Já a série original de Dallas está sendo exibida no Brasil pelo canal pago Viva – Seg à sex, 7h30 e 13h. Jeannie é um Gênio pode ser adquirida em DVD. Pesquise aqui.

Em 2001, Larry publicou sua autobiografia, intitulada “Hello Darlin’: Tall (and Absolutely True) Tales about My Life”.

Elenco da série original Dallas

A atriz Barbara Eden publicou em sua página do Facebook: “Eu ainda não consigo expressar o choque e o impacto que a notícia da parte de Larry Hagman teve em mim. Eu ainda me lembro do nosso primeiro dia de gravação na praia de Zuma. Um dia muito frio. A partir daquele dia, ao longo de cinco anos, Larry foi o centro de muitos momentos memoráveis, divertidos e chocantes que ficarão para sempre em meu coração. Ele foi um elemento chave em minha vida por muito tempo, mesmo depois que Jeannie é um Gênio acabou. Nossos caminhos se cruzaram várias vezes. Através de diversas produções tive o prazer de assistir ao ‘tornado do Texas, que era Larry Hagman. Em meio a um turbilhão de gargalhadas, com um grande sorriso e uma personalidade marcante Larry sempre foi apenas Larry. Não dá para culpá-lo por isso, era assim que ele era. Eu, como muitos outros, acreditava que ele tinha conseguido vencer o câncer. Mas esta notícia é apenas uma forma de nos lembrar que a vida não traz garantias. (…) Honestamente digo que perdemos não apenas um grande ator, não apenas um ícone da televisão, mas um representante puro do que é ser americano. Adeus Larry, não houve e não haverá ninguém como você”, declarou a atriz.

Comentários

  1. Infelizmente mais um grande ator da minha infancia se vai. Mas as recordaçoes ficam. Obrigado Larry.

  2. anselmo luiz disse:

    estou chocado com a noticia da morte do ator larry hagman,assisti “DALLAS ” na TV GLOBO na decada de 80 era exibido depois do ” FANTASTICO” e na REDE BANDEIRANTES na decada de 90 em sua reprise pela manhã ,descanse em paz ,major nelson e j.r ewing ,fique com deus Larry Hagman.

  3. George Porto disse:

    Larry nos deixa para alegrar, com certeza outros em algum outro lugar. Fica o prazer de tê-lo conhecido como o quase inocente Major Anthony Nelson, que muito nos alegrou e continuará a ser
    admirado pelas gerações vindouras. Valeu, Larry ! Deus te aben-çoe. Não nos esqueceremos de você.

  4. Graça e paz… Este é mais um caso onde o personagem se confunde com o ator. Qdo a lenda se sobrepoe a história, publique-se a LENDA!!!

  5. Triste a morte do Larry Hagman. Grande perda.

    No site http://www.alemdaimaginacao.com/obituario_da_fama.html

    tem várias Mini Biografias de atores famosos que partiram.

    É excelente. Falta a de Larry Hagman. Vou sugerir.