Thunderbirds

Ficha Técnica

Título: Thunderbirds/Invencíveis Royal (Thunderbirds/1965-66/Inglaterra/Cor)
Gênero: Seriado/Ficção Científica
Elenco: Peter Dyneley [Jeff Tracy], Sylvia Anderson [Lady Penelope], Shane Rimmer [Scott Tracy], David Holliday [Virgil Tracy], Jeremy Wilkin  [Virgil Tracy], Matt Zimmerman [Alan Tracy], David Graham [Gordon Tracy, Cerebro, Parker e Kyrano], Ray Barrett [John Tracy e Hood], Christine Finn [Tin-Tin e Vovó]
Produtora: AP Films/ATV/ITC
Tema Musical: Barry Gray
Criação e Produção: Gerry e Sylvia Anderson
Formato: 32 episódios de 50 min. em 2 temporadas + 2 longametragens
Dublagem: Cinecastro/RJ-SP (1ª versão), Herbert Richers/RJ (2ª versão)
Exibição no Brasil: TV Record (estreia em 1967), TV Tupi (anos 1970), SBT (1995)

Gerry Anderson

O produtor e escritor britânico Gerry Anderson nasceu em 1929 e ficou famoso por seus seriados de televisão futuristas, estrelados por marionetes especialmente modificadas por um processo chamado “Supermarionation”.

A primeira produção de televisão de Anderson estreou em 1957 – uma série infantil chamada As Aventuras de Twizzle. Em seguida, vieram Torchy the Battery Boy (1958/59), Four Feather Falls (1959/60), “Crossroads To Crime” (filme de 1960), Supercar (1961/62), Fireball XL5 (1962) e Stingray (1963). Mas, sua mais famosa e bem sucedida produção seria lançada em 1965: Thunderbirds.

Posteriormente, o casal de produtores Gerry e Silvia Anderson também produziria outros importantes seriados com marionetes, como Joe 90Capitão Escarlate.

Introdução

Em 1963, a Inglaterra assistia à série de marionetes Stingray. Antes mesmo do término das gravações da última temporada, o produtor já procurava inspiração para seu próximo trabalho. Até que um acidente na Alemanha, onde dezenas de pessoas ficaram soterradas numa mineração, chamou sua atenção. O grande desafio para o resgate foi a necessidade de equipamentos específicos e pesados que estavam disponíveis somente há oito horas do local. Em vista das dificuldades do salvamento das vítimas, Anderson teve a ideia de criar uma série que mostrasse exatamente grandes operações de resgates e salvamentos.

Gerry Anderson levou ao produtor Lew Grade um pequeno prospecto para a nova série com tecnologia Supermarionation, cujo nome, ainda provisório, era “Resgate Internacional”. Grade gostou do projeto e o casal Anderson aproveitou uma viagem a Portugal para começar a desenvolver o projeto.

Durante os trabalhos de criação, o nome da série acabou sendo alterado para “Thunderbirds”, inspirado em uma base americana chamada “Thunderbird Fiels”, local onde seu falecido irmão Lionel havia realizado treinamentos durante a Segunda Guerra Mundial. Anderson resolveu usar o nome em memória de seu irmão, aproveitando sua boa sonoridade. Apesar da troca do nome da série, o nome “Resgate Internacional” foi mantido como nome do grupo.

Após a espera de alguns meses para uma resposta, o projeto foi aprovado no final do ano de 1964 e Anderson recebeu um orçamento de £25,000 por episódio, que somariam um total de 26 episódios com 30 minutos.

Lew Grade simplesmente adorou o primeiro episódio e decidiu aumentar o orçamento para £38,000 por episódio. Foi um ótimo negócio, visto que Grade, ao longo da produção, conseguiu chegar a vender cada episódio por £350,000 para vários países. O financiamento foi feito pelas companhias de Lew Grade, ATV e ITC. A decisão de que cada episódio durasse meia hora foi alterada, já que Lew Grade decidiu que a série ficaria mais excitante com 60 minutos.

Vários membros da equipe da série Stingray foram contratados e uma grande equipe foi formada. Além disso, um estúdio maior foi providenciado.

Com todo esse crescimento, Anderson decidiu reforçar a série com argumentos que pudessem interessar também um público mais adulto.

A árdua tarefa de construção dos modelos e efeitos especiais foi feita por uma equipe liderada por Derek Meddings. O excelente trabalho fez da série Thunderbirds um clássico indiscutível da fantasia. Trabalhar com bonecos animados por fios não é o mesmo que fazê-lo com atores reais, ou até mesmo com desenhos animados, que têm maior poder expressivo. Esta deficiência foi sanada, dando os personagens de características muito concretas, personagens bem definidos e um bom uso dos enquadramentos, que muitas vezes destaca a própria ação da cena.

Com roteiros bem cuidados, se conseguia que as marionetes atuassem, muitas vezes, até melhor que atores humanos. É uma das primeiras séries com 1 hora de duração por episódio (na verdade, 50 minutos) e isso demandava um grande trabalho.

Artistas manipulam bonecos durante gravação de Thunderbirds

As marionetes foram animadas por fios do alto do cenário. Com um tamanho aproximado de um metro, cada uma delas podia deslocar-se pelos cenários. Cada uma delas dispunha de várias cabeças diferentes que podiam refletir diferentes estados de ânimo, desde frustração até alegria e raiva. As naves Thunderbirds dispunham de dois modelos na escala 1/48 e 1/12. Todos incorporavam saídas de gases e efeitos pirotécnicos reais, como os propulsores que expulsavam chamas de verdade.

A filmagem foi feita em estúdio e era possível, muitas vezes, visualizar os fios que moviam os bonecos. Mas isso fez parte do charme.  A incrível imaginação para criar veículos, cada qual mais raro, era uma das atrações da série. A cada episódio, os espectadores se perguntavam “o que inventarão hoje?”. Como exemplo, pode-se dizer que apareceram pela série uma furadeira tripulada ou uma plataforma capaz de substituir o trem de aterrissagem de um avião.

A Série

Thunderbirds se passa no ano de 2064 e mostra as aventuras dos componentes de uma organização secreta chamada Resgate Internacional (International Rescue, no original), que se dedica a auxiliar os governos ao redor do mundo a manter a paz e a ordem, utilizando equipamentos com tecnologia super avançada.

O Resgate Internacional é uma una organização imbatível, que além de contar com modernos e sofisticados veículos e armamentos, possui uma ilha secreta que serve como base – a Ilha Tracy.

Parte dos componentes do Resgate Internacional pertence à Família Tracy. O líder e patriarca é Jeff Tracy, um magnata da construção e ex-astronauta que coordena todas as operações da base secreta situada na ilha. Após um acidente trágico – que levou a morte a sua esposa por falta de socorro imediato -, Trace resolveu criar o Resgate Internacional. No passado, ele foi coronel da Força Aérea Americana e também o primeiro astronauta a explorar o solo lunar.

Jeff Tracy comprou uma ilha no Oceano Pacífico e construiu algumas casas. Camuflou todas as máquinas e equipamentos criados por um gênio científico chamado Homero Newton III – conhecido como Brains, que foi o responsável por todo o desenvolvimento tecnológico das máquinas fantásticas e futurísticas conhecidas como “Thunderbirds”, além dos diversos equipamentos usados para realizar os resgates.

Toda vez que um chamado de socorro é recebido, os gigantes Thunderbirds surgem por debaixo das casas ou de dentro de uma montanha, voando imediatamente para um resgate em qualquer parte do planeta ou da órbita terrestre. A sequência de lançamento de cada uma das naves Thunderbirds é o carro-chefe da série. Inclui escorregadores e rampas de lançamento, sempre regadas com o excelente tema musical ao fundo.

Os cinco fantásticos veículos Thunderbirds são indispensáveis para a realização dos incríveis resgates. Para fazer com que as operações tivessem êxito, Jeff treinou seus próprios filhos para pilotar nas diversas missões: Scott, Virgil, Alan, John e Gordon.

As cinco naves do Resgate Internacional são:

Thunderbird 1 - uma espécie de nave utilizada como posto de controle avançado. O piloto Scott Tracy avalia a situação de emergência e direciona todas as operações. É capaz de se desprender como um foguete e aterrissar verticalmente;

Thunderbird 2 – responsável pelo transporte dos equipamentos que são utilizados nos resgates. Pilotada por Virgil Tracy, o Thunderbird 2 é encarregado de levar os diferentes equipamentos mecânicos em seu interior, tais como um veículo elevador de alta velocidade, o Toupeira (engenho mecânico capaz de perfurar o solo para missões em baixo da terra), um veículo de resgate, um veículo de transmissão, entre outros.

Thunderbird 3 – uma nave espacial que serve de enlace entre o Thunderbird 5 e a Terra, além de efetuar missões espaciais. Seu astronauta é Alan Tracy, o mais jovem da família.

Thunderbird 4 – um pequeno submarino transportado pelo Thunderbird 2 e utilizado para missões no fundo do mar. Seu piloto é Gordon Tracy, especialista em vida marinha e campeão olímpico de natação;

Thuderbird 5 – não se trata de uma nave espacial, mas sim uma estação orbital de comunicações que fica nos arredores da Terra. Sua função é repassar à equipe mensagens e pedidos de socorro que são captadas de qualquer lugar da Terra. Seu controlador é o astronauta John Tracy;

O Resgate Internacional conta com a ajuda excepcional de Lady Penélope Creighton-Ward, uma agente que vive na cidade de Londres. Esta marionete fashion vive disfarçada de socialite inglesa em um belo palácio nos arredores da cidade e sempre está preparada para receber missões de seus amigos Tracy. Para tanto, colocou toda a sua confiança no seu mordomo e motorista Aloysius “Nosey” Parker, que é fiel e eficiente. Ele é também um ex-criminoso e utiliza seus conhecimentos e habilidades para ajudar o Resgate Internacional, pilotando o potente FAB 1, um Rolls-Royce cor-de-rosa que conta, entre outras coisas, com tração em suas seis rodas e uma metralhadora retrátil em seu radiador. Penélope  está equipada também com o iate FAB 2 – especialmente preparado -, um mini-televisor-transmissor e um telefone móvel muito mais avançado que os de atualmente.

Na ilha também moram o mordomo oriental chamado Kyrano e sua filha Tin-Tin, uma charmosa jovem eurasiática que trabalha como secretária de Jeff Tracy, que a considerava como uma filha. Tin-Tin foi educada na Europa e é apaixonada por Alan Tracy.

O tímido e gago engenheiro Brains também se encarrega de dar assistência científica e tecnológica necessária a um resgate. Geralmente, Brains passa as informações da base, mas em algumas ocasiões chega a participar diretamente com os Thunderbirds.

Alguns dos desastres socorridos pelo Resgate Internacional foram resultados de acidentes. Mas, muitas vezes, também se tratou de sabotagens deliberadas, geralmente provocadas pelo grande vilão da série, chamado Hood. Para tentar descobrir os segredos e destruir o Resgate Internacional, Hood frequentemente cria sabotagens para atrair os veículos de resgate Thunderbirds e espioná-los.

Além disso, o vilão é dotado de grande poder psíquico e muitas vezes mantém em seu poder Kyrano, o empregado de Tracy, chegando ao ponto de hipnotizá-lo e fazê-lo sabotar os sistemas de segurança do Thunderbird 1. Mas, as investidas malignas do mascarado Hood são sempre impedidas de prosperar pela família Tracy.

A mãe de Jeff Tracy também aparece em alguns episódios. Adora cozinhar e cuidar de seus netos.

Características dos episódios

As missões do Resgate Internacional não trazem somente ação. Há também interessantes tramas de espionagem ou de relações entre os personagens. Esses protagonizavam, por exemplo, cenas amorosas, que resultavam muito originais por tratar-se de marionetes. O conquistador do grupo é Alan Tracy, que sempre está disposto a cercar as garotas. Mas, seu amor impossível é Lady Penélope, que, aliás, era o amor platônico de todos os irmãos Tracy.

Os episódios mostraram um grande número de conflitos, o resgate em uma cidade em chamas, de uma tripulação no espaço – cuja nave se dirigia diretamente ao Sol -, e de uma nave experimental chamada Fire Flash – submergida no oceano devido uma sabotagem de Hood.

Mas há também episódios totalmente inspirados em James Bond. No chamado “The Man From MI.5″, Lady Penélope investiga o desaparecimento do agente secreto inglês Bondsson. Este agente investigava uma organização que possui uma bomba nuclear. Penélope é sequestrada e colocada ao lado da bomba. Graças ao seu mini-comunicador, consegue acionar os Thunderbirds. No episódio “Lord Parker’s ‘Oliday”, Parker e Penélope descobrem que existe um refletor gigante que concentra os raios do sol e pode destruir qualquer nave em voo, ou seja, muito parecido com o que possuía o personagem Francisco Scaramanga no filme “O Homem da Pistola de Ouro”, com James Bond, produzido alguns anos depois.

As estórias são surpreendentemente interessantes, com visual futurista, roteiros bem escritos e enxutos.

Efeitos

A série Thunderbirds tem uma notável qualidade em seus efeitos especiais em miniatura, e a maioria das sequências se mantém impecáveis até hoje, 40 anos depois de sua primeira apresentação.

A supervisão de todos os efeitos e projetos de Anderson ficou ao cargo de Derek Meddings, que também produziu os efeitos especiais dos filmes de James Bond e Superman. Muitos efeitos criados em Thunderbirds se tornaram uma prática normal dentro da indústria cinematográfica, tal como em “2001: Uma Odisséia no Espaço”, onde o diretor Stanley Kubrick empregou vários membros da equipe de Anderson para trabalhar no filme.

O modelo da Ilha Tracy usada na série consistia em mais de uma dezena de jogos em miniatura, que podiam se unir, desmontar ou até ser usados individualmente, dependendo dos requisitos da filmagem.

As pedras e os precipícios da ilha eram feitos em poliestireno. Mas, a construção dos edifícios da vila Tracy e dos hangares para os Thunderbirds foram realizados com uma variedade imensa de materiais, principalmente madeira revestida em plástico. Estes modelos eram vestidos para se tornar similares a árvores, plantas e vasos.

Outro elemento que foi crucial para o êxito da série Thunderbirds foi as suas músicas emocionantes e empolgantes, compostas e dirigidas por Barry Gray. A música “Thunderbirds Theme” é provavelmente o maior sucesso de Barry. Sua origem foi uma sugestão de Anderson, de que a música para a série deveria possuir tons militares de modo a combinar com o seu conteúdo dramático e militar.

O tema musical de Barry resultou em um casamento perfeito, principalmente nos momentos de salvamento pela equipe do Resgate Internacional. “Thunderbird Theme” ficou tão famoso, que muitas bandas marciais o incluem em seus repertórios.

Os efeitos sonoros dos episódios ficaram a cargo de John Peverill.

O Fim

At the end of the production of the 22 episodes Gerry attended a meeting with Lew Grade, fully expecting to talk about the second series of Thunderbirds. Instead, he was taken aback when Grade began the conversation with,

A produção de Thunderbirds foi encerrada de forma repentina no ano de 1966, após a produção do sexto episódio da 2ª Temporada. A decisão foi tomada por Lew Grade. Gerry Anderson foi pego de surpresa. Muito dinheiro foi investido na franquia de produtos com a marca “Thunderbirds”, como em uma fábrica de Hong Kong, que produzia brinquedos em larga escala.

Mesmo assim, Lew Grade foi inflexível: “Acho que é a hora de fazer um novo programa”. Gerry Anderson acabou propondo a produção de uma nova série dos Thunderbirds, que acabou sendo financiada pelo estúdio norte-americano MGM, mas como um longa-metragem.

O filme se chamou “Thunderbirds em Ação” (Thunderbirds Are Go, 1966) e mostrou que uma poderosa nave espacial chamada Zero X sofreu um ato de sabotagem em sua primeira decolagem para Marte. O Resgate Internacional é chamado para garantir a segurança da segunda tentativa de lançamento, mas, quando a nave chega ao seu destino, é atacada por violentas formas de vida alienígena. Mais uma vez, a equipe do Resgate Internacional é chamada e teve de auxiliar a nave danificada a reentrar na atmosfera terrestre para impedir uma queda de consequências devastadoras.

Este filme foi dirigido por David Lane, produzido e escrito por Gerry e Sylvia Anderson, Matt Zimmerman, Shane Rimmer e David Graham. Teve 93 minutos de duração e foi distribuído pela United Artists. Sua estreia ocorreu na Inglaterra no dia 12 de dezembro de 1966, no Pavilhão de Londres.

Produtores e imprensa estavam otimistas sobre o filme, mas, misteriosamente, a produção não repercutiu financeiramente bem, apesar de ser premiado diversas vezes naquele país.

Um segundo filme dos Thunderbirds seria produzido em 1968. “Thunderbird 6″ mostra a equipe Tracy somando esforços para que Lady Penélope possa derrotar uma gangue internacional de terroristas que decidiram destruir o Resgate Internacional. Durante a viagem inaugural do fabuloso transporte de passageiros Navio Aéreo 1, Lady Penélope fica surpresa ao descobrir que a tripulação verdadeira foi morta e substituída por uma gangue de impiedosos sequestradores que desejam se utilizar dela para obter informações secretas sobre a equipe do Resgate Internacional. Enquanto a superaeronave dá a volta ao mundo rumo à catástrofe certa, Penélope precisa ser mais esperta que seus raptores e mandar um SOS antes que seja tarde demais.

O filme foi dirigido por David Lane, escrito e produzido na Inglaterra, por Gerry e Sylvia Anderson, com 89 minutos de duração, pela companhia produtora Associated Television Limited e Century 21 Television. Mas, “Thunderbird 6″ constituiu em um fracasso maior que o primeiro filme.

O cancelamento da série Thunderbirds, aliado ao fracasso dos filmes, fez com que Gerry Anderson apresentasse uma nova série a Lew Grade.

A primeira ideia que Gerry teve foi de fazer um a outra série, não utilizando mais os Supermarionation, mas sim um espetáculo live-action. Anderson queria fazer uma série policial contando com um grande nome norte-americano para protagonizar o espetáculo. A ideia não agradou Lew Grade e Anderson voltou a pensar nos Supermarionation. Mas, desta vez, em vez de apresentar apenas um projeto para Lew Grade, Anderson já fez o primeiro episódio da nova série chamada Captain Scarlet an the Mysterons, que foi aprovado por Grade.

O Filme de 2004

Em 2004 foi lançado o filme “The Thunderbirds” (Os Thunderbirds). Porém, desta vez, com atores de verdade e efeitos de computador. Não se trata de uma produção de Gerry e Sylvia Anderson e tampouco uma continuação das séries ou dos filmes de longametragem. O filme foi apenas baseado na série de televisão original.

A produção foi de Tim Bevan, Erick Fellner e Mark Huffam, com direção de Jonathan Frakes e roteiros de William Osborne e Michael McCullers.

O elenco principal contou com Bill Paxton (Jeff Tracy), Brady Corbet (Alan Tracy), Dominic Colenso (Virgil Tracy), Ben Torgensen (Gordon Tracy), Lex Shrapnel (John Tracy), Philip Winchester (Scott Tracy), Sophia Myles (Lady Penelope), Ron Cook (Parker), Bhasker Patel (Kyrano), Vanessa Anne Hudgens (Tin-Tin) e Ben Kingsley como o maldoso vilão Hood, entre outros.

A história se passa no ano de 2010, quando Alan Tracy era ainda um jovem, que se sentia rejeitado pela família e sonhava em participar juntamente com seus irmãos nas aventuras pilotando os magníficos Thunderbirds.

Certo dia o Resgate Internacional é solicitado e a equipe parte por acreditarem se tratar de mais um salvamento rotineiro, mas na realidade era uma armadilha preparada pelo ardiloso Hood, o arquiinimigo da família. Seu pai e seus irmãos são capturados e cabe a Alan a difícil missão de salvá-los, contando com a ajuda de seus amigos Fermat e Tin-Tin.

O filme possuiu belos efeitos visuais, com os modernos recursos atualmente existentes, mas não chega a chamar a atenção da nova geração, nem tampouco da velha guarda que curtiu o seriado na televisão.

Nova Série

Uma nova série dos Thunderbirds foi encomendada para celebrar os 50 anos da versão clássica, criada por Gerry e Sylvia Anderson. Híbrido de marionetes com computação gráfica, a nova versão de Thunderbirds será chamada de Thunderbirds Are Go! e pretende reinventar os personagens criados por Gerry Anderson. Mas, promete respeitar o legado de Anderson, que usava marionetes na série original. Alguns personagens foram adicionados.

thunderbirds-are-go

A  Weta Workshop, empresa responsável pelos efeitos do filme “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”, está envolvida na série, bem como a ITV Studios e a Pukeko Pictures.

A temporada inaugural de Thunderbirds Are Go!, com 26 episódios de meia hora, será exibida nos canais britânicos ITV e CITV a partir de abril, em data a ser definida. Mesmo antes de estrear, a série já garantiu um segundo ano com mais 26 episódios. A primeira metade irá ao ar em 2016 e a segunda em 2017.

Ainda não há informações sobre uma futura exibição da nova série no Brasil.

No Brasil

A série Thunderbirds foi lançada em nosso país no ano de 1967, pela TV Record, com o nome de “Invencíveis Royal”, pois era patrocinado pelo Fermento Royal, que aproveitou a sigla do Resgate Internacional em inglês estampada nos uniformes: “IR” (International Rescue). A série também foi apresentada na década de 1970 pela extinta TV Tupi, porém já com o nome de Thunderbirds. Por fim, em 1995 a série foi relançada pelo SBT com uma nova dublagem. Apesar de ter sido lançada em DVD na Inglaterra, EUA e outros países, os brasileiros não tiveram ainda a oportunidade de comprar uma edição nacional desta série. Em 2011, uma distribuidora de DVDs chamada Masterpiece, que chegou a lançar três DVDs de Ultraman, divulgou o lançamento da série completa no Brasil, como pode ser visto aqui. Porém, apesar do site estar no ar, a empresa fechou e interrompeu o lançamento de Ultraman e não cumpriu a promessa de lançar outras séries que havia divulgado, como O Regresso de Ultraman, Spectreman, Ultraseven e Thunderbirds.

Curiosidades

» Os primeiros nomes dos filhos de Jeff Tracy foram copiados dos astronautas do Projeto Mercury americano: Scott Carpenter, Virgil Grissom, Alan Shepard, Gordon Cooper e John Glenn.

» As marionetes dos principais personagens tiveram os rostos modelados com base em artistas famosos da época: Jeff Tracy recebeu os traços de Lorne Greene, conhecido em Bonanza. Alan, Robert Reed; Scott, Sean Connery; e John, um misto do cantor Adam Faith e do astro Charlton Heston.

Nome dado à série na estreia brasileira

» A produtora Sylvia Anderson foi responsável por fazer a voz original da personagem Lady Penélope.

» Nos anos 1960 já havia estratégias de marketing televisivas no Brasil. Tanto que a série Thunderbirds estreou com o nome do patrocinador: Invencíveis Royal, aproveitando a sigla de International Rescue, a organização dos Thunderbirds. Na estratégia, as crianças podiam reunir embalagens dos produtos da marca e, mediante remessa a uma caixa postal no Rio de Janeiro, receber o título de Invencível Royal. Ele vinha certificado em uma carta firmada por um certo Marechal Kosmos e trazia alguns itens curiosos, como um bottom (o distintivo de “Tenente Espacial”); a Carteirinha de Invencível Royal – inclusive com número de matrícula; o código dos Invencíveis, com o respectivo disco para decifrar; e o envelope azul, que embalava os itens e se transformava no quepe dos Thunderbirds.

» Nova série dos Thunderbirds já está em fase de pré-produção. Leia aqui.

» Gerry Anderson morreu aos 83 anos, em 26/12/2012, devido ao agravamento do mal de Alzheimer.

Fontes: TV Sinopse e Teletronic

// Clique aqui para ver a Lista de Episódios de Thunderbirds

Multimídia

Clique e assista à abertura da série Thunderbirds.

Imagens

Clique para ampliá-las.

Comentários

  1. duarte disse:

    Marcou época,era muito a frente daqueles anos,em termos de aviação,eu vibrava em ve-los.

  2. Pessoal, como eu gostava deste seriado!! Alguém sabe como faço pra conseguir os episódios passados aqui no Brasil?

    1. Viviane disse:

      Vi várias pessoas perguntando como conseguir assistir aos episódios que passaram aqui no Brasil e pesquisando pro meu marido descobri que no link http://www.gobbo.com.br/v/thunderbirds.VOB e no mesmo site da gobbo muitos outros seriados antigos. Fica a dica pra quem quiser assistir. Boa qualidade de som e imagem.

  3. james diney disse:

    Éra Muito Legal..!!!!!

  4. Eu amava a série thunderbirds. Eu quero saber mais , como possuir os episódios.