I Love Lucy

A série I Love Lucy foi a primeira sitcom da televisão e influenciou todas as que vieram depois. Primeira comédia a ser filmada com três câmeras e uma plateia ao vivo, foi o terceiro programa mais visto dos EUA durante sua 1ª Temporada. E, a partir de então, manteve-se em primeiro lugar de audiência em quase todas as suas temporadas seguintes.

A série foi transmitida pela rede CBS dos EUA, entre 15/10/1951 e 24/06/1957. Lucille Ball e Desi Arnaz, o casal protagonista, eram realmente marido e mulher. Em I Love Lucy, interpretam a ruiva Lucy e o cubano Ricky Ricardo, um casal que vive em um modesto apartamento de Nova York, administrado por seus amigos Fred e Ethel Mertz. Lucille quer ser muito mais que uma simples dona de casa, sonhando em triunfar no show business, para desespero do seu marido Ricky Ricardo, que lidera o grupo musical do Tropicana Club.

Rick tenta reparar todo o caos que sua mulher produz e se envolvem nas mais divertidas e ridículas situações.

videos-i-love-lucyI Love Lucy foi um contínuo sucesso desde sua estreia, devido ao hilariante humor da própria Lucille, típico da comicidade física do cinema mudo, e às complicadas e hilárias situações nas que inevitavelmente acabam ela, seu marido e seus vizinhos. Aliás, esta série foi considerada, durante muitos anos, uma das melhores comédias televisivas de todos os tempos, um verdadeiro clássico da televisão norte-americana. E não apenas por seu humor, mas também pois por ter sido a primeira comédia a ser filmada com três câmeras sobre cenários fixos, que permitiu a presença de público nas gravações. Há mais de 50 anos, surgia o modelo de produção utilizado até hoje para a realização de qualquer sitcom.

Em 1960, Lucille e Desi se divorciaram, mas a empresa do casal — a produtora Desilu — continuou lançando séries de sucesso, como Os Intocáveis, Missão: Impossível e Jornada nas Estrelas. Lucille Ball continuou interpretando Lucy em mais duas séries: The Lucy Show (1962-68) e Here’s Lucy (1968-74), mas não alcançou a incrível química que tinha com seu marido.

Cassiano Gabus Mendes, diretor da TV Tupi nos anos 1950, quis trazer I Love Lucy para o Brasil em 1954, terceiro ano da série nos EUA. Mas, o custo era altíssimo e nem se fazia dublagens ainda. Assim, o diretor se inspirou na série e criou “Alô Doçura!” em 1954, a primeira sitcom brasileira e um I Love Lucy adaptado para nossa realidade.

I Love Lucy só estreou no Brasil em 1960, após seu cancelamento nos EUA. Foi exibida pela TV Tupi, com dublagem produzida pelo estúdio  CineCastro. Das seis temporadas da série, a última sequer chegou a ser dublada e exibida, por falta de interesse da TV Tupi, que considerou a queda da audiência da série na TV americana, sendo muito caro para se arriscar.

A TV Tupi exibiu I Love Lucy até 1971, chegou a usá-la como tapa-buracos na grade. Finalmente, ainda em 1971, a emissora reexibiu as cinco primeiras temporadas como despedida, visto que as transmissões à cores chegariam no ano seguinte e passariam a dar preferência às séries coloridas.

Na  TV Gazeta de São Paulo, I Love Lucy foi exibida em 1980 e, pela TV Cultura, entre 1994 e 2000. Em 2006, também foi exibida pelo canal por assinatura TCM.