Ilha da Fantasia

“Meus caros hóspedes, eu sou o Sr. Roarke, seu anfitrião. Bem-vindos à Ilha da Fantasia”. Com essas palavras, o enigmático personagem interpretado por Ricardo Montalban dá as boas-vindas aos seus convidados, um seleto grupo de pessoas de diferentes nacionalidades e poder aquisitivo que paga para realizar sua fantasia a um preço que oscila entre 10 dólares e 50 mil dólares (de acordo com o bolso de cada um).

O primeiro indício de que os convidados chegaram à ilha é a agitação de Tattoo (Herve Villechaize), o diminuto assistente do Sr. Roarke, que, do alto de uma torre, anuncia “O avião, o avião…”.

A Ilha da Fantasia é uma série antológica, onde a cada episódio a natureza das histórias varia. O repertório de fantasias faz com que os episódios abordem gêneros tão diversos quanto o western, a aventura, o drama e a comédia – e, assim, também se renovam os protagonistas, de modo que os atores convidados são, sem dúvida, uma grande atração. Passaram por lá, entre outros, Bill Bixby, Sammy Davis Jr., Bob Denver, Cyd Charisse, Michelle Pfeiffer e Victoria Principal.

A série foi criada por Gene Levitt e produzida por Aaron Spelling e Leonard Goldberg. Originalmente, foi gravada como dois telefilmes, antes de se tornar uma série. O primeiro telefilme foi ao ar em 1977. No ano seguinte, o segundo telefilme foi apresentado e depois começaram a exibição dos episódios de sua primeira temporada com grande sucesso.

A série foi ao ar, originalmente nos EUA, entre 1977-84, pela rede NBC, somando 157 episódios. No Brasil, estreou em 1979 pela TV Globo.