Roger Ramjet

Acima, a abertura da série animada Roger Ramjet, com a dublagem original brasileira (agradecimentos a Ranger Sombra).

Criado pelos cartunistas Ken Syder e Fred Crippen, Roger Ramjet é uma produção de 1965 da Hero Entertainment Inc., em parceria com a Pantomime Pictures Corporation, totalizando 156 episódios de  5 minutos, em cinco temporadas.

Com animação bastante simples, mas com roteiros muito bem humorados e ritmo frenético, a série animada é uma paródia aos super-heróis americanos da Marvel e DC Comics. O protagonista é Roger Ramjet, um super-herói aviador, musculoso, destemido e… atrapalhado. Ele é exageradamente moralista e patriota com sua nação e lidera um grupo de garotos conhecidos como Esquadrão das Águias Americanas, formado por Yank (uma versão jovem de Ramjet e líder dos “Águias”), Doodle (um baixinho e gorducho), Dan (um garotinho de óculos, que é o intelectual do grupo) e Dee (a única menina do grupo). O esquadrão foi criado para apoiar o herói, mas, na verdade, acaba tendo que salvá-lo muitas vezes.

Ramjet recebe ordens governamentais diretas do General do Pentágono G.I. Brassbottom, um baixinho esquentado que o herói dribla com muita simpatia. Roger Ramjet e As Águias Americanas lutam contra qualquer inimigo da nação, sendo que, na maioria das vezes, são bandidos ou espiões russos, em uma clara alusão ao clima de Guerra Fria do Pós-Guerra. Sempre com seu uniforme branco, Ramjet está preparado para combater a vilania com muito bom humor.

Mas Ranjet tem uma arma secreta — a pílula da superforça –, que tem energia de prótons. Ao ser ingerida pelo herói, lhe concede o poder de 20 bombas atômicas por um período de apenas 20 segundos, de modo que Ramjet pode derrubar vários inimigos de uma só vez. Passado o efeito, se o herói ainda não derrotou o inimigo, será capturado e terá de contar com a ajuda das crianças do Águias Americanas, por sinal muito mais espertas que Ramjet. Tanto é que, apesar de serem crianças, cada um dirige seu avião.

Como todo herói que se preze, Ramjet tem sua mocinha para salvar, a morena-sexy Lotta Love. Mas, ele tem que disputar o amor da donzela com o seu inimigo “Número 1″ Lance Crossfire, um playboy e piloto de testes que está sempre com um grande sorriso.

A mãe de Roger Ramjet, a Senhora “Ma” Ramjet, é uma tremenda figura e também teve uma presença marcante no desenho.

O desenho tem um particularidade que o remete aos antigos filmes mudos da década de 1920. Ao longo dos episódios são mostradas frases na tela, descrevendo o que está acontecendo na história.

No Brasil, Roger Ramjet foi exibido inicialmente pela TV Globo, entre 1968-70. Entre 1972-73, foi a vez da TV Bandeirantes exibir a animação. Ainda em tevê aberta, foi reprisado pela TV Record em meados da década de 1970 e em 1987. Também foi ao ar pelo já extinto canal pago Locomotion, nos anos 2000.

A dublagem original em português foi realizada pelo estúdio Cine Castro, com o seguinte elenco: Milton Rangel (narrador), Pádua Moreira (Roger Ramjet), Luiz Manuel (Yankee), Carlos Marques (Doodle), Glória Ladany (Dan) e Ruth Schelske (Dee). A locução de Milton Rangel deu um toque de humor especial ao desenho. O tema de abertura, baseado na canção patriota “Yankee Doodle”, até ganhou uma versão cantada em português. Na reprise do canal Locomotion, uma nova dublagem foi apresentada.